domingo, 30 de setembro de 2012

Lula recomenda que Serra peça aposentadoria da vida pública

Lula disse que o tucano "deve estar desesperado porque não tem mais idade para disputar a Presidência"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou neste sábado (29) que o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, 70, se aposente da vida pública. No palanque de seu afilhado político, o petista Fernando Haddad, Lula disse que o tucano "deve estar desesperado porque não tem mais idade para disputar a Presidência".
Após dizer que Serra tomou uma surra na corrida pela Presidência em 2010, Lula ironizou: "Agora volta para São Paulo como se São Paulo fosse um cabide de emprego. Ai, meu Deus, requere a aposentadoria que é melhor".
Sem citar o nome de Serra, ele afirmou que um dos adversários de Haddad elegeu-se prefeito e "se mandou". "Depois, ficou três anos no governo e se mandou para disputar a Presidência. Tomou uma chulada", discursou o ex-presidente.
Contra o líder da disputa pela prefeitura, Celso Russomamno (PRB), Lula insistiu na ideia de que administrar São Paulo exige experiência."Não é coisa para amador", endossou a ministra da Cultura, Marta Suplicy, recém-nomeada para a Esplanada dos Ministérios depois de se engajar na campanha de Haddad.
Marta e Lula participaram de dois comícios na zona leste, onde o PT sua para recuperar os eleitores hoje simpáticos a Russomanno.
Para reconquistar os redutos petistas, Lula frisou que é o PT que se dedica aos pobres, bandeira empunhada por Russomanno. "Rico não precisa de prefeito, de presidente, de governador. O pobre precisa", disse Lula.
Segundo petistas, Lula repete, em suas conversas, que Russomanno é o candidato cuja imagem mais se assemelha à sua: de defensor dos pobres. Por isso, Lula martelou, em dois comícios na periferia da cidade (São Miguel Paulista e Cidade Tiradentes) que ele e Marta são perseguidos pelas elites.
Também sem fazer menção ao julgamento do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), Lula afirmou que "a elite tentou dar um golpe em 2005", a exemplo do que acontecera com Jango e Getúlio Vargas. Foi em 2005 que estourou o escândalo do mensalão, denunciado pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson.
No comício, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, associou a eleição municipal com o processo do mensalão. Ele disse que a "história do governo Lula" e o governo Dilma estão em jogo na disputa eleitoral. O ministro, que sonha em ser escolhido para concorrer ao governo de São Paulo em 2014, incentivou a militância a seguir de "cabeça erguida" na campanha.
Dentro da estratégia de reaver a imagem de justiceiro para os petistas, Lula disse que foi "por se meter a fazer coisas para os pobres" que Marta "não deixaram" Marta se reeleger prefeita em 2004.
DESEMPREGO
Num ataque a Russomanno, Haddad repetiu nos dois discursos que a proposta do candidato do PRB pode levar o desemprego para a periferia.
Segundo ele, com a hipótese de pagar um vale-transporte maior conforme a distância, as empresas vão priorizar os moradores dos bairros centrais na hora de contratar. "Aí desemprega as pessoas de Cidades Tiradentes para empregar o trabalhador que mora mais perto. Isso é justo?", perguntou.

Fonte: Folha.com

Maioria dos eleitores rejeita apoio de igrejas

 
SÃO PAULO - A maioria dos eleitores de São Paulo rejeita a influência das igrejas na eleição para prefeito, segundo números da pesquisa Datafolha divulgada neste domingo pelo jornal Folha de S. Paulo. Foram feitas duas perguntas diretas aos eleitores. A primeira é: você votaria num candidato apoiado pela Igreja Universal do Reino de Deus? A segunda: e se fosse alguém apoiado pela Igreja Católica?
Nos dois casos, o "não" venceu com larga vantagem: 70% dizem que não votariam num candidato apoiado pela Universal, e 57% dizem que rejeitariam um nome patrocinado pela Igreja Católica.
Foram poucos os eleitores que admitiram votar num candidato apoiado abertamente por uma das duas igrejas. No entanto, o número de eleitores que aceita a influência religiosa é considerado suficiente para fazer diferença numa eleição competitiva como a de São Paulo.
Segundo o Datafolha, só 5% dos eleitores dizem que votariam em alguém apoiado pela Igreja Universal. Se um candidato tivesse o apoio da Igreja Católica, 9% dizem que votariam nele para prefeito.
A Universal é liderada pelo bispo Edir Macedo, dono da TV Record, e tem 126 mil adeptos na capital, de acordo com o Censo 2010, do IBGE. Os católicos somam 6,5 milhões, ou 58% da população.
A questão religioso voltou à pauta das eleições, especialmente com o candidato do PRB à prefeitura, Celso Russomanno. O presidente do partido de Russomanno envolveu-se em uma polêmica com a Igreja Católica.
O Datafolha ouviu 1.799 pessoas em 26 e 27 de setembro. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos. 
Fonte:Yahoo

Miss Rio Grande do Sul é a nova Miss Brasil

Gabriela Markus vai representar o Brasil no Miss Universo, em dezembro, nos EUA

A gaúcha Gabriela Markus, de 23 anos, está de malas prontas para Las Vegas, no Estados Unidos, onde vai representar o Brasil no Miss Universo 2012, em 19 de dezembro. A partir deste domingo (30), um dia após vencer o título de Miss Brasil, ela diz que começa a se preparar para o título mundial. “Nossa, vou batalhar pra isso. A partir de hoje esse é o meu maior sonho. Eu vou me esforçar muito para chegar lá da melhor possível”, disse a miss, em entrevista ao G1, após receber a coroa.
Gabriela conta também que vai ter pouco tempo para o comemorar o título nacional, antes dos preparativos para o Miss Universo, mas que por enquanto sente é a pessoa mais feliz do mundo. “É uma felicidade imensa. É uma realização. Eu hoje sou a pessoa mais feliz do mundo. Estou muito, muito feliz”.
A Miss Brasil 2012 venceu o título desbancando outras 26 misses do país, na noite deste sábado (29). Ela conta que disputar a final do concurso a mineira Thiessa Sickert, a melhor amiga dela entre as candidatas, “foi uma grande alegria”. “Ao longo dessa semana, a gente desanimou um pouquinho, depois ficava melhor. Era uma ajudando a outra. Foi muito bom chegar à final com ela, com quem fiquei de mãos dadas até o último momento”, diz.
A mineira Thiessa ficou em segundo lugar e ganhou como prêmio uma viagem para Cacun, no México. Em terceiro lugar ficou a potiguar Kelly Fonsêca, estudante de 23 anos, que venceu como prêmio uma viagem ao litoral nordestino. Gabriela Markus, além do título de Miss Brasil e a chance do título de Miss Universo, ganhou um carro zero quilômetro.
Com o título de Gabriela Markus, o Rio Grande do Sul venceu 12 vezes o Miss Brasil, sendo o estado com maior número de títulos nas 58 edições do evento. Em seguida aparecem São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, cada um com oito misses Brasil. Em 2002, a gaúcha Joseane Oliveira, que também participou do “Big Brother Brasil”, foi eleita Miss Brasil, mas o título foi invalidado depois que se descobriu que ela era casada, o que descumpre o regulamento da competição. O título de 2002 ficou com Taíza Thomsen, de Santa Catarina.
Para Gabriela, o fato de representar o estado com maior número de título aumentou ainda mais a responsabilidade da presença dela no concurso. “Nossa, é muita responsabilidade e muita felicidade receber a coroa da Priscila [Machado, gaúcha vencedora do Miss Brasil 2011], que um ótimo trabalho, e o meu estado. Agora tenho a honra e o dever de manter essa tradição”, afirmou.

Fonte: G1

 

Hebe Camargo é sepultada em SP com aplausos e chuva de pétalas

 
Com a presença da família, amigos e muitos fãs, Hebe Camargo foi sepultada ao som de muitos aplausos e uma chuva de pétalas. O jazigo 7, na quadra 3 no cemitério Gethsêmani foi, a pedido da família, decorado com arranjos de rosas colombianas, as prediletas da apresentadora. O caixão com Hebe chegou ao cemitério, na zona Sul de São Paulo, às 10h20 deste domingo (30).
Fotos: Terra


Morte de Hebe Camargo 
Hebe Camargo morreu na madrugada deste sábado (29), aos 83 anos, após sofrer uma parada cardíaca enquanto dormia em sua casa, no Morumbi, em São Paulo. A apresentadora lutava desde janeiro de 2010 contra um câncer no peritônio (membrana que envolve o aparelho digestivo).

Após descobrir a doença, o tumor foi retirado e Hebe fez sessões de quimioterapia. Nos últimos dois anos, ela passou por tratamentos e intervenções cirúrgicas. Em junho de 2012, foi submetida uma a uma cirurgia de emergência para a retirada da vesícula. Em 14 de agosto, ela foi internada por 13 dias no Hospital Israelita Albert Einstein, para um tratamento de suporte nutricional e metabólico.


De 2010 até setembro de 2012, Hebe apresentou um programa na RedeTV!, após quase 30 anos no SBT. Neste ano, porém, ela ficou vários meses afastada, sem gravar, para recuperação em casa. Em 27 de setembro, o SBT havia anunciado a volta da apresentadora à emissora.


Fonte: Terra

Morre Hebe Camargo

A grande dama da televisão brasileira estava com 83 anos e sofreu uma parada cardíaca

Hebe Camargo 

A cantora, atriz e apresentadora Hebe Camargo, uma das figuras mais emblemáticas da televisão brasileira, morreu neste sábado, 29, depois de sofrer uma parada cardíaca, informou o jornal Folha de S. Paulo. Ela tinha 83 anos e estava em casa, no bairro do Morumbi, em São Paulo.
Hebe descobriu um câncer no peritônio no começo de 2010 e passou por meses de sessões de quimioterapia. Em abril do ano passado, recebeu dos médicos a notícia de que o câncer havia entrado em remissão. Em setembro, no entanto, ela voltou a fazer tratamento quimioterápico preventivamente.
Em março de 2012, a apresentadora passou por uma cirurgia para a remoção de um tumor que estava obstruindo o intestino. Em junho, passou por um procedimento cirúrgico de urgência para a remoção da vesícula. Na mesma época, sem receber salários na RedeTV! há seis meses, a apresentadora, que até então estava na emissora, começou a negociar com Sílvio Santos para voltar ao SBT, que foi sua casa por muitos anos. Na última quinta, 27, ela anunciou o retorno à emissora.
Em julho, foi internada novamente e notícias deram conta de que ela estava com anemia. Porém, Claudio Pessutti, sobrinho e assessor de Hebe, disse que ela estava bem e apenas passando por exames de rotina.
Hebe Camargo, que adotou o sobrenome Ravagnani quando se casou, nasceu em Taubaté em 8 de março de 1929. Começou a carreira de sucesso no rádio e mais tarde se consagraria como uma das maiores apresentadoras da televisão brasileira. Ao longo da vida trabalhou ainda como atriz e cantora, sendo chamada por muitos de "rainha da televisão brasileira" ou uma das “grande damas da televisão brasileira”. O início da trajetória dela foi na música, durante os anos 60, quando formou ao lado da irmã Stella a dupla Rosalinda e Florisbela, que cantava música caipira. Como artista solo, passou a interpretar sambas e boleros em casas norturnas, até que deixou de lado a vida de cantora para se dedicar à carreira de radialista.
Acompanhou de perto a criação da TV no Brasil, tendo sido convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão de TV ao vivo do Brasil. Alegando que adoeceu, teve seu número musical substituído na Rede Tupi por uma de suas grandes amigas, a atriz Lolita Rodrigues. Há alguns anos, ela admitiu o que era boato há anos, que na verdade ela não estava doente, mas faltou ao evento para não perder um encontro com um homem.
A estreia oficial e fixa na TV aconteceu em 1975. Hebe comandava o primeiro programa dedicado ao público feminino, O Mundo é das Mulheres.
Na década seguinte, ela estreou na TV Record com o semanal Hebe Camargo, que ia ao ar aos domingos. Foi ali que ela achou o nicho no qual continuou por anos, como entrevistadora e apresentadora de programas semanais. Algum tempo mais tarde arrumou espaço na agenda também para comandar um programa diário na rádio Jovem Pan.
VEJA HOMENAGEM FEITA POR ROBERTO CABRINI:

 Fonte: Rolling Stones Brasil

sábado, 29 de setembro de 2012

MORADORES DA VERMELHA TEMEM NOVA CRACOLÂNDIA


Os moradores do bairro Vermelha que moram nas proximidades da STRANS estão apavorados com a migração de usuários e vendedores de crack na região cental, mas precisamente nas ruas: Riachuelo, Piris Rebelo, Benjamim Batista, Nossa Senhora de Lourdes e até mesmo na Avenida Pedro Freitas.

À partir das 21 horas o entra e sai de pessoas suspeitas e desconhecidas nas ruas é enorme, e de fácil suspeita, já que a região não é comercial a noite e todos se conhecem. Mas nos últimos tempos são vistas pessoas diferente rodando e são comuns os assaltos a estudantes e principalmente idosos na área.

Durante a madrugada as coisas se agravam com usuários drogados pra cima e pra baixo com seus cachimbos fumando e esperando a oportunidade de realizar algum delito. A policia ronda constantemente mas a população aclama por atitudes mais forte. Eles parecem mais uns "ZUMBIS" da madrugada com suas aparências magras e sujas. Mas perigosas porque geralmente andam armadas e drogadas.

A população reclama para a policia mas geralmente não são ouvidas e atendidas com abordagens a suspeitos por exemplo. Já que à audácias dos viciados são tão grande que eles ficam sentados nas calçadas da região e a policia é chamada mas não atua, pois a população diz que todos sabem quem pratica os devidos atos citados aqui neste texto. E por medo de represaria os moradores agora apelam para outros meios para denunciarem e esperam que as autoridades cumpram seu papel constitucional pelo qual foram designados pela sociedade.

Por Gabriel Hammer

Lula diz que governo do PT é o que mais combate a corrupção

Lula diz que governo do PT é o que mais combate a corrupção

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se pronunciou na noite de quinta-feira sobre o uso político que partidos e candidatos da oposição vêm fazendo do julgamento do ‘mensalão’ durante as eleições municipais. “Vocês devem ter orgulho – e não vergonha – do processo que está em curso na Suprema Corte, porque no nosso governo as pessoas são julgadas e apuradas.” As declarações foram feitas durante evento de campanha do PT no campus da Universidade Nove de Julho (Uninove), zona oeste de São Paulo.
Lula resolveu entrar no assunto depois de o candidato do PSDB à prefeitura da capital, José Serra, ter tentado vincular seu concorrente petista, Fernando Haddad, ao escândalo de corrupção denunciado pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson em 2005. “Aquele mesmo senhor que ofendeu a Dilma até onde ninguém jamais tentou ofender uma candidata agora está ofendendo o companheiro Fernando Haddad, tentando baixar o nível”, alfinetou, fazendo referência à campanha presidencial de 2010, em que o tucano concorreu com a presidenta Dilma Rousseff (PT) e saiu derrotado.
Um manifestante solitário também pode ter motivado o ex-presidente a falar sobre o tema. Logo após a entrada de Lula, Haddad, sua esposa Ana Estela e da candidata a vice-prefeita Nádia Campeão, além de toda a comitiva do PT, um estudante até então incógnito na plateia levantou gritando palavras de ordem contra a corrupção. Aproveitando a presença massiva da imprensa, o jovem levantou uma placa com os dizeres: “PT do Lula tem mensalão; Haddad tem paralisação na educação”.
O ex-presidente tentou minimizar as provocações recebidas nas ruas pelos militantes do PT ao lembrar que, durante o governo do PSDB, o procurador-geral da República – figura que atualmente conduz as acusações contra os chamados ‘mensaleiros’ – era chamado de ‘engavetador’. “Não podemos esquecer da compra de votos em 1996 para aprovar a reeleição neste país.”
- Se juntarem todos os presidentes da história do Brasil, verão que não se criaram tantos instrumentos para combater a corrupção como fizemos em oito anos – comparou. “É só ver o que era a Controladoria-Geral da República e a Polícia Federal antes de nós, e o grau de liberdade do Ministério Público. Quando na nossa casa nosso filho é suspeito por ter cometido algum erro, nós investigamos e não culpamos o vizinho”.

 Fonte: 180 graus

Décima carreata de Firmino Filho percorrerá 14 bairros da zona norte

 
 
A décima carreata da campanha do tucano Firmino Filho vai percorrer 14 bairros da zona norte de Teresina neste sábado (29). A caravana parte do bairro Pirajá e tem como destino a Nova Brasília.

A concentração da carreata será na Avenida Almirante Tamandaré, no bairro Pirajá, próximo da Universidade Estadual do Piauí. De lá, o cortejo passa pelo Bairro Matadouro e, no Clube do Servidor Municipal, entra pelas ruas Antônio Pedro e Safira até o conjunto Cinthia Portela; continua pela Rua São Félix, entra no São Joaquim passando pelas ruas Estevam de Sousa, Vereador Alvaro Monteiro, Roma, Atleta José M. Sobrinho, Davi Aguiar, Canindé, e jornalista Jim Borralho.


A carreata comandada por Firmino Filho entra pela Nova Brasília e, pela rua Rui Barbosa, alcança o bairro Mafrense, onde segue pelas ruas Teodoro Castelo Branco e desembargador Flávio Furtado, até chegar ao Poti Velho.


Evelin Santos/Cidadeverde.com



No bairro berço de Teresina, a carreata dos tucanos percorre as ruas Domingos Mafrense, Cedro, Sapucaí, Roland Jacob, João Isidoro França até chegar ao Nova Brasília, onde passa pelas ruas José Santana, Professor Arthur Furtado e João Ramalho até a pracinha do bairro onde terá o seu encerramento.


Ao todo, serão percorridos 14 bairros, numa extensão de 16 quilômetros, com tempo previsto de duração de quatro horas. A concentração está prevista para acontecer às 15h30 e a largada está prevista para as 16 horas.
 
Fonte: Cidade Verde

Liberdade na internet está em declínio

Pesquisa indica que países autoritários têm aumentado práticas de censura e bloqueio a sites e prisões de blogueiros
Um estudo divulgado nesta semana mostra que as ameaças à liberdade na internet têm crescido no mundo, com o aumento de práticas de censura, bloqueio a sites e até ataques físicos a blogueiros em países autoritários. Dos 47 países analisados, 20 vivenciaram uma trajetória negativa em termos de liberdade na internet desde janeiro de 2011, sendo as maiores quedas do Paquistão e da Etiópia.
No relatório “Liberdade na internet 2012:”, organizado pela Freedom House, as piores colocações ficaram com Irã, Cuba e China. Também receberam o status de “não livre” países como Belarus, Arábia Saudita, Usbequistão e Tailândia. A Freedom House é uma organização independente de Washington dedicada à expansão da internet.
Os países são classificados em “livres”, “não livres” e “parcialmente livres”, recebendo uma nota de zero (mais livre) a cem (menos livre). Os critérios para avaliação foram baseados em obstáculos de acesso, limitação de conteúdo e violação de direitos do usuário na web.
A Estônia foi o país mais bem colocado, superando os Estados Unidos, que ficaram em segundo lugar entre as nações mais livres. O país europeu possui um sistema nacional de identificação digital, permite que os seus cidadãos a votem online e, segundo o blog de tecnologia UbuntuLife, anunciou que tem planos de inserir aulas de programação na grade do primeiro grau em escolas públicas.
O Brasil obteve 27 pontos, ocupando a 11ª posição. De 2011 para 2012, perdeu apenas dois pontos no ranking, o que simboliza uma melhora ligeira em relação à liberdade de internet. Cabe lembrar que o Marco Civil, proposta para definir princípios para a internet no País, foi recentemente adiada mais uma vez – a terceira em três meses — esbarrando, principalmente, na questão de neutralidade de rede.
No Oriente Médio, houve aumento de censura, prisões e violência contra blogueiros. Na Arábia Saudita, Etiópia Usbequistão e China, as autoridades impuseram novas restrições depois de observar a influência de mídias sociais em levantes na Primavera Árabe, como no Egito e na Tunísia. Por outro lado, 14 países registraram uma trajetória positiva desde então. Tunísia e Birmânia vivenciaram as maiores aberturas em termos políticos.
A Freedom House identificou como alvos para os próximos 12 meses os seguintes países: Azerbaijão, Líbia, Malásia Paquistão, Rússia, Ruanda e Sri Lanka, considerados vulneráveis a mais ações de censura e monitoramento.
Restrições. Segundo o relatório, “restrições à liberdade na internet em muitos países têm continuado a crescer, embora os métodos de controle estejam evoluindo lentamente e estejam se tornando menos visíveis.” De acordo com a organização, a censura online tem se tornado mais intensa, seja com o bloqueio ou filtragem de sites, com novas leis que reduzem a liberdade de expressão, manipulação de conteúdo online e ataques físicos a blogueiros ou a usuários que criticam o governo vigente.
“Os resultados mostram claramente que as ameaças à internet estão se tornando mais diversas. Como governantes autoritários percebem que sites bloqueados atraem condenação local e internacional, eles se voltam a métodos mais sombrios — mas não menos perigosos — para controlar conversações online”, disse Sanja Kelly, diretor de projetos para a Liberdade na Internet na Freedom House.
Outro ponto que o relatório destaca é o contraste entre liberdade da internet e liberdade de imprensa, medida no estudo e Freedom of the Press 2012. Segundo o estudo, em alguns países, a internet segue como um domínio praticamente desobstruído em comparação à mídia tradicional, como rádio e jornal impresso, que podem sofrer mais repressões.
Abaixo, 28 países que apresentaram uma diferença de dez pontos ou mais entre os dois estudos – estando o Brasil entre eles. “Essa diferença reflete as pressões em potencial tanto a curto como a longo prazo para a manutenção da liberdade de expressão online”, diz o relatório.
fonte: Estadão

Donos da mídia choram... na Argentina

O principal partido da direita na Argentina, o Grupo Clarín, está apavorado. O conglomerado midiático tem até 7 de dezembro para se ajustar à lei antimonopólio aprovada pelo parlamento em 2009. Neste final de semana, um clipe de TV exibido durante as partidas de futebol comunicou o prazo para o desmembramento: “Agendem em seu calendário o dia 7 D, D de diversidade, de democracia. Nesse dia, entra em vigor um dos artigos mais importantes da Lei de Meios Audiovisuais, que garante mais pluralidade de vozes”.
O comunicado oficial foi rotulado de “ultimato” – inclusive pela mídia brasileira, que adora falar sobre o “livre mercado”, mas defende os monopólios privados. Numa nítida provocação, o Clarín usou a concessão pública de TV para atacar o governo e desafiou: “Não vai acontecer nada”. A empresa alega que a Justiça ainda analisa a constitucionalidade da nova legislação. A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), que reúne os barões da mídia e fará o seu convescote em São Paulo em outubro, também estrebuchou!
O fim do monopólio do Grupo Clarín
Pela Ley de Medios, os grupos de mídia poderão ter, no máximo, 24 licenças de TV a cabo e dez concessões abertas, de TV ou rádio AM e FM. Caso não cumpram o prazo fixado, suas licenças serão oferecidas em licitação pública. Com isso, a nova lei visa acabar com os monopólios no setor, estimulando maior concorrência e diversidade. O Grupo Clarín detém 240 canais de TV a cabo, quatro emissoras de TV aberta e dez frequências de rádio, além do maior jornal do país. Uma verdadeira aberração – similar a da Rede Globo no Brasil.
Como aponta o jornalista Eric Nepomuceno, que reside em Buenos Aires, o Clarín terá muita dificuldade para escapar da lei que democratiza a comunicação. “Ele terá de começar a se desfazer de um patrimônio que é ilegal... Ele tentou, de todo jeito, denunciar a nova lei – aprovada, aliás, por esmagadora maioria no Congresso –, questionando a sua constitucionalidade e alegando que atingia o direito à liberdade de expressão. Mas a Suprema Corte disse que na nova lei não há nenhum cerceamento à liberdade de expressão”.
A falsa liberdade de expressão
Eric Nepomuceno lembra como atua o Grupo Clarín, que se diz defensor da liberdade de expressão. “Sua prática, na defesa desse credo, é no mínimo esdrúxula: controla 56% do mercado de canais de televisão aberta e a cabo, e uma parcela ainda maior das emissoras de rádio; manipula contratos de publicidade impedindo que os anunciantes comprem espaço na concorrência; e, como se fosse pouco, ainda briga na Justiça para continuar exercendo o monopólio da produção e distribuição do papel de imprensa no país”.
“A fúria do Clarín é compreensível. Fez todas as apostas erradas, e está perdendo uma por uma. A mais delicada dessas apostas foi a que fez no segundo semestre de 1976, quando ganhou – na base de uma cumplicidade sórdida com a ditadura militar que sufocava o país – o controle da produção e da distribuição de papel de jornais e revistas na Argentina. Foi o auge de seu poder, que agora começa a ser rapidamente minado. Já não há torturadores e militares corruptos e sanguinários a quem recorrer”.
Já no Brasil...
A entrada em vigor da lei antimonopólio na nação vizinha terá fortes reflexos na América Latina. Na maioria dos países, meia-dúzia de famílias concentra os meios de comunicação e goza de concessões públicas e de publicidade oficial. No geral, estes barões da mídia transformaram os seus veículos em verdadeiros partidos da direita, que desestabilizam governos e atentam contra a democracia. Eles não fazem jornalismo, mas propaganda partidária em concessões públicas. São golpistas e elitistas!

Enquanto a Ley de Medios entra em vigor na Argentina, no Brasil nada muda neste estratégico setor. Os barões da mídia inventam entrevistas, divulgam áudios inexistentes e pautam o próprio Poder Judiciário, pregando fuzilamentos. Já o governo sequer apresenta uma consulta à sociedade sobre o tema – prometida desde abril de 2011 pelo ministro Paulo Bernardo. Além disso, o governo investe milhões de reais em publicidade nestes monopólios. Na Argentina, os barões da mídia choram. No Brasil, eles conspiram!
Fonte:  Blog do Miro

Último capítulo de Cheias de Charme

Cena do último capítulo de Cheias de Charme

Recorde de audiência obtido pela trama foi no dia 23 de julho, quando atingiu 40 pontos no Ibope
O último capítulo de “Cheias de Charme”, que foi ao ar nesta sexta (28), alcançou média de 32 pontos no Ibope. Os números são preliminares e cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande São Paulo. A trama superou a audiência das três novelas anteriores. "Aquele Beijo", Morde & Assopra" e "Ti-Ti-Ti" tiveram, em seus episódios finais, média de 29, 30 e 30 pontos, respectivamente. O capítulo será repetido neste sábado, dia 29.
Já na média nacional (PNT), a novela teve 34 pontos de audiência entre 16 de abril e 15 de setembro, "Cheias" resgatou a força da trama das sete, que há quatro anos não atingia um Ibope tão expressivo. Sua antecessora “Aquele Beijo” (2011) obteve 25 pontos, seguida por “Morde & Assopra” (2011), com 30, “Ti Ti Ti” (2011), com 30, “Tempos Modernos” (2010), com 24, “Caras e Bocas” (2009), com 31 e “Três Irmãs” (2008), com 24.
O recorde de audiência obtido pela trama foi no dia 23 de julho, quando atingiu 40 pontos no Ibope - o capítulo retratou a falência dos Sarmentos e o sucesso das Empreguetes. A última trama que conseguiu esse efeito foi “Da Cor do pecado” (2004), que teve 43 pontos na média nacional. Além do sucesso em audiência, a trama contou com um diferencial na teledramaturgia brasileira: o de usar a internet ao seu favor. Destacada também por sua parceria com programas de entretenimento da Rede Globo e com a área de marketing, o folhetim tem 35 produtos, entre objetos de limpeza, calçados, esmaltes, batons e discos à venda, além de um livro que estará disponível nesta segunda (1).
“Liberamos uma cena importante [o vídeo “Vida de Empreguete”] da novela para internet, antes de ir ao ar. Isso nunca tinha sido feito e chamou atenção”, comemoram os autores Filipe Miguez e Izabel de Oliveira. Com cerca de 20 participações musicais,“Cheias de Charme” deixou também um legado de hits, amadrinhou cantores brasileiros e uniu a realidade do mundo da música à ficção. Gaby Amarantos, Arthur Danni e a dupla João Neto e Frederico são as provas de que músicas chicletes e irreverência artística ditaram “moda” na trama. “Ex Mai Love”, tema de abertura do folhetim e interpretado por Gaby Amarantos, está em 25ª lugar entre as 100 músicas mais tocadas nas rádios do Brasil, segundo o site Hot100Brasil. O hit figura a lista há mais de quatro meses e já ficou entre os cinco primeiros colocados. A cantora foi vencedora dos prêmios Multishow (na categoria Novo Hit, com “Ex Mai Love”), VMB (Artista do Ano, Melhor Artista Feminino e Melhor Capa) e indicada ao Grammy Latino.
ÚLTIMO CAPÍTULO
Depois de Fabian (Ricardo Tozzi) e Inácio resgatar Chayene (Cláudia Abreu) e Rosário (Leandra Leal) do sequestro de Dália, as Empreguetes voltam com força total e se apresentam novamente para o público. As meninas entram em turnê pelo Brasil e os show das cantoras lotam. Cida (Isabelle Drummond) se reconcilia com Elano (Humberto Carrão) e decidem casar. O advogado vai aos tribunais contra a família Sarmento por ter feito a garota como escrava durante toda a sua adolescência. A empreguete ganha a causa e Sônia (Alexandra Richter) e Ernani (Tato Gaus Mendes) têm que pagar uma boa quantia em dinheiro para ela.
Sônia vira empregada de Brunessa (Chandelly Braz) na "Brutique". Isadora (Giselle Batista) se casa com Niltinho (Sérgio Malheiros) e começa a viver uma vida mais humilde.  Sarmento sai da prisão e fica com Sônia. Rosário perdoa Inácio e eles também decidem se casar. Já Penha (Taís Araújo) tenta um romance com Gilson, mas não dá certo. A empreguete fica com seu ex-marido Sandro (Marcos Palmeira) e não sai mais do Borralho. Já a diva piauiense Chayene teve que reconstruir sua carreira abalada por escândalos. Fabian se declara para a cantora e eles topam voltar ao "namoro midiático" que tinham durante a época em que estouraram nas paradas de sucesso.
Juntos, começam a se apresentar para o público infantil, que em uma só voz pedem para eles cantarem os hits das Empreguetes.

Chay perdoa Socorro e também se declara para Laércio. "Você é o amor da minha vida. Fabian é somente um romance midiático", diz a diva. No Borralho, Cida e Elano e Rosário e Inácio se casam. Na festa, Rosário declara para o marido que está grávida e fica muito feliz. Uma visita inesperada torna a festa ainda mais alegre. Chayene deixa todas as diferenças com as Empreguetes de lado e chama as garotas para fazerem um show durante o casamento.  Cida, Rosário, Penha, Fabian e Chayene cantam juntos a música "Ex Mai Love", hit de abertura da trama e sucesso da cantora Gaby Amaranto.
Fonte: 180 graus

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Brasil tem 1º cancelamento de obra prometida para 2014

O VLT de Brasília: projeto era bonito no papel, mas não vai virar realidade

VLT de Brasília é excluído da lista de projetos ligados à Copa. Obra foi marcada por irregularidades na fase de licitação e, por isso, não ficaria pronta a tempo 

O governo federal confirmou nesta sexta-feira o primeiro cancelamento de uma obra prometida para a Copa do Mundo de 2014. Em 2010, quando definiu a Matriz de Responsabilidades do Mundial, o país listou todas as obras ligadas à realização do evento, tanto nos estádios como na infraestrutura. Até agora, o governo vinha mantendo a promessa de entregar todos os projetos previstos no documento. O Diário Oficial da União desta quinta anuncia, porém, que a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Brasília está cancelada e não sairá do papel. O trem ligaria o aeroporto da capital ao Terminal da Asa Sul. A obra, marcada por irregularidades, foi retirada da matriz a pedido do governo distrital.
Blog da Copa: Os preparativos da seleção brasileira e do país-sede do Mundial

A resolução publicada no Diário Oficial informa que a exclusão do projeto reduz o valor total das obras previstas para 2014, de 27,6 bilhões de reais para 27,3 bilhões. A obra do VLT de Brasília custaria 276,9 milhões de reais, dos quais 263 milhões seriam bancados pelo governo federal. Ao governo distrital caberia só investir apenas 13,9 milhões e tocar o projeto. A construção, porém, não foi adiante - o Distrito Federal não contratou a obra a tempo. Apontando falhas no processo, a Justiça decidiu anular a licitação que foi realizada para dar início à obra. Sem tempo para realizar uma nova concorrência, o DF decidiu pedir ao Ministério do Esporte a exclusão do VLT do DF da lista dos projetos.

Leia também: Copa já tem horários definidos; sorteio dos grupos será na Bahia

Os jogos da Copa em Brasília

15/6, 13 horas: Partida da 1ª fase, do grupo E

19/6, 13 horas: 
Partida da 1ª fase, do grupo C

23/6,  17 horas: 
Partida da seleção, do grupo A

26/6, 13 horas: 
Partida da 1ª fase, do grupo G

30/6, 13 horas: 
Oitavas de final

5/7, 13 horas: 
Quartas de final

12/7, 17 horas: 
Disputa do terceiro lugar

A versão atualizada da Matriz de Responsabilidades lista 50 obras de mobilidade urbana ligadas à realização da Copa do Mundo. Com a exclusão do VLT, Brasília (que será palco de sete partidas do Mundial, incluindo o terceiro jogo do Brasil) fica com apenas um projeto desse tipo: a ampliação da rodovia radial DF-047. Porto Alegre, com dez projetos de mobilidade, Curitiba, com nove, e Belo Horizonte, com oito, são as sedes com mais obras de mobilidade para 2014. O investimento total prometido para essa área é de 11,7 bilhões de reais, dos quais 7,1 bilhões bancados pelo governo federal. O VLT do DF tinha o início das obras previsto para agosto. A entrega era prometida para janeiro de 2014.

Além de Brasília, outras quatro cidades têm projetos de trens urbanos listados na Matriz de Responsabilidades: São Paulo, Manaus, Fortaleza e Cuiabá. A capital do Mato Grosso, aliás, também está com problemas para concluir a construção de seu VLT. Assim como no Distrito Federal, a obra é alvo de suspeitas, com uma licitação contestada na Justiça. Os trabalhos já foram suspensos em duas ocasiões. Na quinta, a obra foi retomada depois de mais uma paralisação. Os projetos de infraestrutura eram apontados pelo governo como um dos grandes benefícios da realização da Copa no país. Muitas das ações cogitadas para 2014, no entanto, não serão concretizadas (ou serão colocadas em prática só parcialmente).
Daniel Marenco/Folhapress
Obras abandonadas do VLT em Brasília: primeiro cancelamento na lista da Copa
Obras abandonadas do VLT em Brasília: primeiro cancelamento na lista da Copa

Fonte: Revista Veja

5 conselhos errados que as revistas femininas dão sobre o amor

Da série “Coisas que você não sabia sobre o amor e relacionamentos (parte III)”
- Parte I: O amor duradouro é possível
- Parte II: Sexo pode fazer os homens se apegarem e desejarem relacionamento sério – inclusive com prostitutas

Por Ana Paula Severiano*

Latinstock/Corbis
Regras infalíveis para conquistar o homem dos sonhos e fazer a relação durar são um clássico da filosofia de boteco feminina. Boa parte delas a ciência desmente – e dá pistas sobre o que realmente funciona
Você precisa bancar a indiferente
Vários conselhos giram em torno deste tema: “não atenda todas as ligações para não parecer tão disponível, invente uma desculpa para não ir para cama com ele na primeira noite, não exagere nos cuidados e no afeto ou ele vai se espantar e fugir”. Bobagem, meros joguinhos. O que parece mesmo fazer o affair deslanchar é achar alguém com as mesmas intenções que você: relacionamentos duram quando as duas pessoas têm níveis de comprometimento parecido, segundo um levantamento de um time de pesquisadores da Universidade de Minnesota. Eles analisaram os perfis e vídeos de 78 casais discutindo para tentar resolver o problema que mais lhes incomodava. Os vídeos foram vistos e analisados conforme as manifestações de hostilidade – expressões de frieza e rejeição, por exemplo – e desesperança de cada um. Também foi avaliado como os parceiros tentavam acalmar um ao outro. Resultado: os casais com diferença de comprometimento foram os que demonstraram mais hostilidade e tendência ao rompimento. Quando os dois eram superempenhados ou superdesencanados, a tendência era ficar tudo bem. A reciprocidade é o que vale: se o outro dá sinais de estar na sua, é atencioso, te liga etc., não faz sentido querer bancar a indiferente pra fazer charminho. O tiro pode sair pela culatra.
Ele anda apático? Prepare um jantar romântico
Nada disso. Esquentar um relacionamento que anda meio morno – como dizem as revistas femininas – exige maior quebra de expectativa. Melhor levá-lo para andar de montanha-russa. Um estudo publicado por Arthur Aron, pesquisador da Universidade de Stony Brook, em Nova York, expôs casais desanimados a experiências novas e excitantes, como ver filmes de terror, e notou melhora na qualidade de vida da dupla. A conclusão é que nessas situações ocorre um aumento de neurotransmissores como dopamina, adrenalina e norepinefrina – também produzidas quando você se apaixona -, o que faz lembrar o começo do namoro. O problema do jantar romântico é que pode ser rotineiro demais, portanto, com menor capacidade de liberar as mesmas substâncias.

Latinstock/Corbis
Nunca deixe ele perceber que o jogo está ganho
Outra receita clássica é de que os joguinhos de sedução no início da relação devem se manter no longo prazo – seria importante não abrir a guarda totalmente, deixar o parceiro sempre com alguma dúvida sobre os seus sentimentos e sua entrega. Muita gente persegue essa máxima ao longo de toda a vida a dois. Pois bem. Cientistas da Universidade do País Basco que estudaram esse comportamento chamam essas pessoas de “inseguros esquivos”, do tipo que não se envolve demais porque, no fundo, acredita que é melhor “não ter” do que ter e perder. É aquele preocupado em estar sempre por cima. O outro tipo de inseguro são os ansiosos, que fazem o oposto: forçam a intimidade e cuidam compulsivamente do parceiro. São justamente aqueles que costumam dar aos amigos a impressão de estar por baixo na relação e ouvem esses conselhos de que “você se entrega demais, faz tudo pra ele, seja menos dedicada” ou o radical “homem gosta mesmo é de ser pisado”.
Essa classificação de inseguros esquivos, inseguros ansiosos e seguros foi usada por Javier Gomez Zapiain, líder do estudo basco, ao avaliar os modelos afetivos dos 211 casais voluntários da pesquisa, para investigar a relação entre o sexo, a afetividade e as demonstrações desse afeto. As pessoas eram avaliadas e separadas nesses 3 grupos e respondiam a questionários. Conclusão? Quem, na média, demonstrou mais satisfação sexual e mais felicidade na vida a dois foram os de perfil seguro. Eles são os que sabem trocar de papel conforme o momento da relação e de cada um. Segundo os pesquisadores, são pessoas que conseguem se colocar em posição de dependência e reconhecer quando precisam de suporte, além de se expressar quando estão passando por momentos de ansiedade, e ao mesmo tempo lidar com a carência do outro, entender quando o parceiro está se sentindo mal e precisa de atenção. Rebatendo o conselho: demonstrar que você está carente e precisa muito da pessoa não necessariamente vai causar desinteresse no outro. Abrir a guarda faz parte, além de dar o sinal verde para que o outro também possa se mostrar fragilizado quando for o caso.
Não vá para a cama no primeiro encontro
“Resista à tentação ou ele vai pular fora na manhã seguinte”, é o que martelam na cabeça das mulheres. Mas será que a estratégia surte algum efeito? Uma análise de 2010 da Universidade de Iowa considerou um estudo com 642 adultos heterossexuais de Chicago, que responderam sobre a qualidade do seu relacionamento e o tempo que demoraram para fazer sexo. Casais que liberaram geral na primeira noite não disseram estar menos felizes do que os que esperaram. “É possível que o amor verdadeiro surja quando as coisas começam com uma abordagem mais direta, quando as pessoas flertam, se envolvem sexualmente e depois constroem a relação”, diz Anthony Paik, o sociólogo responsável pela análise. Vai nessa linha a pesquisa feita pelo site Match.com com mais de 5 mil pessoas solteiras – e consultoria da antropóloga Helen Fisher, da Universidade de Rutgers, nos EUA. Ela mostrou que 35% da amostra já saiu para um encontro casual, fez sexo na primeira noite e manteve um relacionamento longo depois disso. Segundo Barry Gibb, biólogo da University College London e autor do livro The Rough Guide to Brain, é até melhor ir logo para cama e descobrir se vocês são compatíveis. Se forem, vai ser demais e haverá grande liberação de ocitocina e vasopressina, hormônios do desenvolvimento do apego e da confiança. Se não, vocês partem para outra e pronto. Desse ponto de vista, as duronas estariam apenas perdendo tempo.
Se ele está mesmo apaixonado, vai se lembrar das datas especiais
Parece ser realmente legal quando um cara presenteia a mulher com um buquê de flores para celebrar a data da primeira vez que eles dividiram juntos um chiclete. Afinal, gestos valem mais do que palavras, certo? Talvez não. Em um estudo publicado em 2010, as psicólogas Lara Kammrath e Johanna Peetz, das universidades de Wilfrid Laurier, no Canadá, e de Colônia, na Alemanha, afirmam que os sentimentos amorosos podem levar a alguns comportamentos românticos, mas não a outros. Atitudes mais espontâneas, como dizer “eu te amo” e oferecer uma massagem relaxante quando a companheira chega em casa cansada, estão mais associadas à paixão do que a ações que dependem de uma memória de longo prazo e de planejamento, tipo se lembrar de datas especiais, organizar uma serenata ou não esquecer de tirar o lixo (caso isso seja uma prova de amor para você, como foi para algumas das garotas do estudo). Seria o atestado de razão para aqueles que desconfiam que aquele amigo que costuma fazer surpresas cinematográficas para todas as namoradas, na real, faz isso mais porque gosta de um espetáculo do que movido por uma paixão avassaladora, maior que a dos outros.



*Esta matéria foi originalmente publicada no especial 53 Conselhos errados que as pessoas dão, de fevereiro de 2012. Você pode comprar a edição completa aqui


Fonte: super.abril.com.br
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips