segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Bono Vox leva multidão a rezar nas ruas de Dublin


Lider da banda U2 surpreende com performance ao ar livre e leva multidão a adorar Jesus nas ruas de Dublin

Lider da banda U2 surpreende com performance ao ar livre e leva multidão a adorar Jesus nas ruas de Dublin

Em uma era onde muita gente tem um celular com câmera, fica difícil qualquer coisa “diferente” passar despercebida. Especialmente quando envolve uma das maiores estrelas do rock no mundo.

Bono, vocalista da banda U2, foi filmado fazendo algo que para muitos parecia impossível. O Reino Unido vê igrejas fechando constantemente e ser cristão já deixou de ser “politicamente correto”.


Mesmo assim, ele aparece neste vídeo gravado na véspera de Natal cantando músicas nas ruas de Dublin, sua cidade natal.  Segundo o site Christian Post, ele vem fazendo isso nos últimos cinco anos. É uma tradição da Irlanda, o chamado “busk” (cantar em troca de doações). O dinheiro arrecadado vai para alguma instituição de caridade.

Bono não precisa disso, é milionário. Mesmo assim, colabora com a Comunidade Simon, que serve aos sem teto de Dublin. Ele se juntou ao cantor e compositor irlandês Glen Hansard na famosa rua Grafton. Sua presença atraiu uma pequena multidão, com cerca de mil pessoas.

Ao iniciar a música “Everybody Merry Xmas”, que foi lançada em1973 pelo grupo Slade, muitas vozes o acompanharam. Porém, quando ele disse que desejava cantar uma canção para lembrar de Jesus, que nasceu na pobreza, a multidão ficou em silêncio. Ele começa sozinho a entoar “O Come All Ye Faithful…” e as pessoas respondem em uníssono: “Ó, vinde adoremos”.
Veja a letra da música traduzida:

Oh vinde, todos os fiéis
Alegres e triunfantes
Oh vinde vós, oh vinde para Belém
Venham, ei-Lo aqui
Nascido o rei dos anjos
Ó, vinde adoremos a Cristo o Senhor

Cantos, Coros de todos os cantos
Cante em júbilo
Cantam todos vós cidadãos celestiais!
Glória a Deus, Glória nas alturas
Ó, vinde adoremos a Cristo o Senhor

Sim, Senhor nós te reverenciamos
Nascido nesta manhã feliz
Jesus a Ti seja dado toda glória
Diz o Pai
Agora apareceu encarnado
Ó, vinde adoremos a Cristo o Senhor
Assista:
   
Fonte: Permanecer e Compartilhar

Novo ataque a bomba mata ao menos 14 pessoas na Rússia

Bomba explodiu dentro de um trolebus nesta segunda-feira.No domingo, um ataque suicida matou ao menos 17 pessoas.


Trolebus foi alvo de uma bomba nesta segunda-feira (30), em Volgrado, na Rússia. (Foto: Sergei Karpov/Reuters) 
Trolebus foi alvo de uma bomba nesta segunda-feira (30), em Volgogrado, na Rússia. (Foto: Sergei Karpov/Reuters)
Ao menos 14 pessoas morreram nesta segunda-feira (30) em um novo atentado a bomba na cidade de Volgogrado, no sul da parte europeia da Rússia, segundo o Ministério para Situações de Emergência russo.
O ataque acirra os temores de que militantes islâmicos poderão tentar perturbar a Olimpíada de Inverno de Sochi, na Rússia, a ser realizada em fevereiro.

Investigadores suspeitam que um homem tenha cometido a explosão a bordo do ônibus elétrico, um dia depois de um ataque semelhante que matou pelo menos 17 pessoas na principal estação ferroviária da cidade, uma espécie de portal para a fatia de território russo que fica entre os mares Negro e Cáspio e as montanhas do Cáucaso.

Um jornalista da Reuters viu o trólebus azul e branco reduzido a um amontoado de sucata retorcida, com o teto arrancado e corpos espalhados pela rua em meio aos destroços. As vidraças de prédios próximos quebraram por causa da explosão.

"Pelo segundo dia estamos morrendo. É um pesadelo", disse uma mulher perto do local, com a voz trêmula e contendo as lágrimas. "O que deveríamos fazer, sair andando?"
Vladimir Markin, porta-voz dos investigadores, disse que a bomba usada no trólebus tinha estilhaços "idênticos" aos da bomba detonada na estação, o que indica que elas foram produzidas no mesmo local.
Oleg Salagai, porta-voz do Ministério da Saúde, disse que 14 pessoas morreram e 28 ficaram feridas no atentado da segunda-feira.
Ninguém assumiu de imediato a autoria.

No domingo, os investigadores inicialmente atribuíram a explosão na estação a uma mulher do Daguestão, reduto da militância islâmica às margens do Cáspio. Mais tarde, porém, as autoridades disseram que o autor do ataque poderia ser um homem.

Em outubro, uma mulher do Norte do Cáucaso se explodiu em um ônibus em Volgogrado, causando sete mortes.

A cidade é um símbolo da identidade nacional russa por causa da resistência ao cerco nazista na Segunda Guerra Mundial, quando ela se chamava Stalingrado.

Uma fonte policial disse à Reuters que o policiamento de Volgogrado -cidade com cerca de 1 milhão de habitantes, às margens do rio Volga- está reduzido porque muitos agentes foram mobilizados para a operação de segurança em Sochi.

Alexei Filatov, ex-integrante da força Alfa, grupo de elite para o combate ao terrorismo na Rússia, disse que mais ataques podem ser esperados até a Olimpíada, e que outras cidades do sul russo além de Sochi poderão ficar mais expostas a atentados.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) manifestou condolências às vítimas e disse que "sem dúvida as autoridades russas estarão à altura da tarefa" de garantir a segurança da Olimpíada de Inverno.
  •  
Trolebus foi alvo de uma bomba nesta segunda-feira (30), em Volgrado, na Rússia. (Foto: Sergei Karpov/Reuters) 
Trolebus foi alvo de uma bomba nesta segunda-feira (30), em Volgrado, na Rússia. (Foto: Sergei Karpov/Reuters)
 

Fonte: G1

Gente bonita leva a melhor na escola


highschool1 

Vida de gente bonita é uma moleza. Desde cedo. Segundo pesquisa das universidades de Illinois e do Texas, pessoas atraentes conseguem notas maiores na escola. E até a vida adulta, quando a beleza também conta na hora de ganhar um bom salário.

Para chegar a esta conclusão, sociólogos americanos analisaram uma série de pesquisas que mediam a influência da aparência física em vários aspectos da vida. E se deram conta que as diferenças começam cedo. No colégio, os bonitões tiravam notas mais altas que os colegas considerados mais feiosos. E ainda estavam mais propensos a conseguir um diploma universitário.

As diferenças não param por aí. Segundo economistas, mulheres lindas ganham, em média, 8% mais que as outras – e perdem até 4% se forem consideradas feias. Com os homens acontece o mesmo, mas os feios se saem ainda pior: os mais gatos têm um bônus de 4% no salário, enquanto os mais feiosinhos ganham até 13% menos.

Isso porque beleza das pessoas influencia no julgamento alheio. Por exemplo, num outro experimento, os pesquisadores entregaram a alguns homens fotos de mulheres com quem conversariam por telefone em poucos minutos. Aos olhos deles, as mais bonitas pareciam mais sociáveis e divertidas.

Pois é, a vida não é justa. Mas, se serve como consolo, outras pesquisas já mostraram que os bonitões do pedaço geralmente são mais malvados. E costumam passar os amigos e colegas para trás com mais frequência

Fonte: Abril

Médicos dizem que Michael Schumacher luta pela vida

Corpo médico diz que é "cedo para qualquer diagnóstico e que as próximas horas serão cruciais"

AFP/Patrick Hertzog
Michael Schumacher em pista de esqui de Madonna di Campiglio, na Itália, em 2005 (AFP/Patrick Hertzog)
O ex-piloto alemão Michael Schumacher permanece em coma, lutando pela vida, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira pelo Hospital da Universidade de Grenoble (CHU), na França. Em entrevista coletiva, os médicos que atendem Schumacher disseram que "é cedo para qualquer diagnóstico e que as próximas horas serão cruciais para o paciente". Os especialistas aguardam para ver como o ex-piloto reage à neurocirurgia a que foi submetido. Não há previsão de alta. 
Segundo a junta médica, a baixa temperatura registrada na estação de esqui de Meribel, no sudoeste da França, onde Schumacher sofreu o acidente, evitou que seu quadro clínico fosse ainda pior. "O fato de a temperatura estar abaixo de zero evitou que o edema cerebral do paciente evoluísse", disseram.
O capacete também foi fator decisivo para que ele sobrevivesse. "O capacete não ofereceu uma proteção total, mas realmente ajudou. Sem ele, Schumacher não estaria aqui agora", afirmou Jean-Francois Payen, porta-voz do hospital. 

O maior campeão da história da Fórmula 1 bateu a cabeça contra uma pedra após uma queda enquanto esquiava com a família em Meribel, a cerca de 600 quilômetros de Paris. Ele foi atendido por dois funcionários do resort e encaminhado ao Centro Hospitalar de Moûtiers. Logo depois, foi transferido para o hospital de Grenoble, onde há um centro especializado em traumas. 

Schumacher está sob os cuidados do médico Gérard Saillant, seu amigo pessoal. De acordo com a BBC, Saillant é especialista em traumas do cérebro e da espinha e já prestou socorro a Schumacher em outras ocasiões, como durante um acidente no GP de Londres, em 1999.

Solidariedade — Por meio das redes sociais, pilotos de F1 e amigos pessoais de Schumacher manifestaram seu apoio ao piloto e sua família. “Estou rezando para Deus te proteger irmão. E que você tenha uma rápida recuperação Michael”, escreveu o brasileiro Felipe Massa, por meio de sua conta oficial no Instagram.
“Todos os nossos pensamentos estão com Schumi e sua família. Que ele se recupere rapidamente”, escreveu o piloto francês Romain Grosjean, da Lotus, por meio de sua conta oficial no Twitter.
Outro piloto da F1 a utilizar o Twitter para se manifestar sobre o acidente foi Adrian Sutil, da Force India. “Eu espero que Michael Schumacher fique bem logo. Tudo de melhor para ele e sua família”, disse o piloto, por meio da rede social.

Carreira — O ex-piloto foi campeão do mundo por sete vezes. Dois títulos foram conquistados pela Benetton (1994 e 1995), e cinco pela italiana Ferrari, onde permaneceu por dez anos, entre 1996 e 2006. Schumacher voltou ao esporte em 2010 com a Mercedes.
No final de 2012, o alemão se despediu definitivamente da Fórmula 1 no GP do Brasil. Ele se aposentou aos 43 anos com 155 pódios, 1566 pontos, 91 vitórias e 68 pole positions em 308 etapas. O ex-piloto completará 45 anos em 3 de janeiro de 2014.

Com informações do GazetaPress/Veja

Fígado ainda é acusado, injustamente, de causar ressaca


O fígado abastece o corpo quando ficamos em jejum. VERDADE: o fígado tem reservas de glicose, que é o combustível das nossas células. "A glicose gera a nossa energia", explica o hepatologista Raymundo Paraná. A cirurgiã Liliana Ducatti detalha que o fígado armazena glicose em forma de glicogênio e, numa situação de jejum prolongado, este é liberado para suprir o organismo Getty Images/iStockphoto /Arte UOL
 
Já faz parte da crença popular culpar o fígado pelos sintomas de embriaguez ou ressaca, quando na verdade isso se deve mais aos efeitos do álcool sobre o cérebro e o restante do aparelho digestivo.
 
"A ressaca pode acontecer sem que o fígado esteja agredido. Trata-se de um mal-estar causado pelo efeito anticolinérgico (inibe a produção de acetilcolina, substância química que atua como neurotransmissor) do álcool associado à desidratação. Um produto do metabolismo do álcool gerado no fígado, o acetaldeido (que é mais tóxico que o próprio álcool) explica em parte esses sintomas", afirma o hepatologista Raymundo Paraná, professor da Universidade Federal da Bahia.
 
A cirurgiã Liliana Ducatti, da equipe de transplante de fígado e órgãos do aparelho digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), afirma que o excesso de metabólitos do álcool causa, entre outras coisas, a desidratação.
 
"Por isso é importante tomar bastante água. Se sabe que terá uma festa e vai beber no dia seguinte, tome isotônico um dia antes. Ou, na hora, para cada taça de álcool, tome duas de água", ensina a hepatologista Mônica Viana, do Hospital do Servidor Público de São Paulo e do instituto que leva seu nome.
 
Da mesma forma, medicamentos à base de alcachofra fazem bem, mas não porque irão atuar no fígado, como se acredita, mas porque facilitam a digestão: "Alcachofra diminui o colesterol, mas afirmar que os alimentos amargos ajudam o fígado não tem nenhum fundamento", completa Viana.

O maior
O fígado não só é a maior glândula como também o segundo maior órgão do corpo humano, perdendo apenas para a pele. Está localizado sob o diafragma e pesa entre 1,3 kg a 1,5 kg em um homem adulto. Já nas mulheres seu peso é um pouco menor e, nos pequenos, é proporcionalmente maior, já que constitui 1/20 do peso total de um recém-nascido. É um órgão tão grande em crianças, na primeira infância, que pode ser sentido abaixo da margem inferior das costelas.
Ele funciona tanto como glândula exócrina, liberando secreções num sistema de canais que se abrem numa superfície externa, como glândula endócrina, já que também libera substâncias no sangue ou nos vasos linfáticos. Além disso, realiza aproximadamente 220 funções diferentes, todas interligadas e correlacionadas.



Entenda o caminho do álcool pelo corpo e por que a ressaca aparece no dia seguinte

  • Arte/UOL
Sua atividade principal e mais conhecida é a formação e excreção da bile - fluido que se armazena na vesícula biliar e atua na digestão de gorduras e na absorção de substâncias nutritivas da dieta. As células hepáticas produzem em torno de 1,5 litro de bile por dia.
O fígado também pode ser considerado um gerador de energia para o corpo. Isso porque produz calor, participando da regulação do volume sanguíneo, proporciona uma ação antitóxica importante, processando e eliminando os elementos nocivos de bebidas alcoólicas e gorduras, entre outros. Além de tudo disso, tem um papel vital no processo de absorção de alimentos. Não conseguiríamos viver sem este órgão, responsável por tantas funções.
Cuidado com chás
Alguns itens que parecem inofensivos, se consumidos com frequência, podem causar um tremendo prejuízo ao fígado. Os chás com supostos efeitos terapêuticos, por exemplo. "A maioria deles não é estudada em ensaios de fase três (que comprovam os efeitos). Sem esses estudos não podemos conhecer a sua eficácia nem a sua segurança. Além disso, não há padronização de dose, nem mesmo controle sobre as sustâncias que acompanham o princípio ativo de uma planta. A ideia de que o natural faz bem é completamente falsa e obedece a um interesse de mercado", afirma Raymundo Paraná.

Segundo o médico, alguns chás que podem causar danos ao fígado são picão preto (carrapicho), sacaca, cáscara-sagrada, espinheira-santa, confrei, erva-mãe-boa, sene e poejo. "Melhor optar por chá de erva-cidreira ou erva-doce. Já tive um paciente que ficou na UTI por causa de excesso de chá verde. Melhor ainda é tomar água", alerta Viana.

Dieta desintoxicante

Quando o assunto é a famosa dieta desintoxicante, todos os profissionais são totalmente contra. "Esta é uma situação absurda de ataque à boa fé das pessoas, são modismos para ganhar dinheiro às custas da ingenuidade alheia. Infelizmente, este tipo de prática está cada vez mais comum no Brasil", afirma Paraná.

"Toda dieta bem equilibrada faz bem para o fígado como para todo o organismo, mas não existe alimento milagroso que faça desintoxicação", afirma Ducatti. 

Viana recomenda cuidado com este tema: "Isso porque vive surgindo alguma maluquice 'do momento'. O chá verde que citei é um exemplo. Nada melhor para desintoxicar que água!".
O fígado e a melancolia

Mais uma crença popular, e não só no Brasil: a de que a bile produzida pelo fígado é a origem da depressão e da melancolia. Aliás, o termo melancolia nasceu da união de duas palavras gregas: melanós (negro) e cholé (bile).

"Na Grécia antiga se tinha esta crença. Como a bile é amarga, acreditava-se que o fígado purgava o amargor da vida, portanto seria responsável pelo humor. Hoje sabemos que não é nada disso", diz Paraná.  Ducatti completa, afirmando que as alterações do nosso humor estão ligadas ao funcionamento do cérebro e seus neurotransmissores.

Já Viana admite que vê diferença nos pacientes: "Cuidado com a mágoa! Quanto mais a pessoa estiver magoada, mais lesionado ficará seu fígado, mas isso não tem base científica nenhuma. É algo que eu noto no consultório!"



Prometeu e o fígado na mitologia grega

  • Divulgação
    Há várias versões sobre o mito de Prometeu, considerado um herói da mitologia grega. Seu nome, na língua grega, significa "premeditação". E este era o dom deste titã, que possuía a arte de maquinar antecipadamente seus planos, com a intenção de enganar os deuses olímpicos.
    Foi atribuído a Prometeu e a seu irmão, Epimeteu, a criação da raça humana e dos animais. Feitos de barro (terra e água), os humanos receberam dele o sopro divino com o ar.
    Após Zeus tornar-se o "deus de deuses", ele se impôs aos homens, fazendo valer sua supremacia divina. E, para ele, o fogo, símbolo do espírito criador, pertencia somente aos deuses.
    Prometeu, com pena dos homens, resolveu roubar uma faísca do fogo do Olimpo e dá-la aos humanos, que, assim, poderiam cozinhar, aquecer-se e criar armas, entre tantas outras utilidades.
    O dom da imortalidade de Prometeu não o impediu de se aproximar demais de sua criação, a humanidade, à qual concedeu o poder de pensar e raciocinar.
    Certa vez, Prometeu matou um boi e o fatiou em pedaços. Dessas lascas, a parte maior continha somente gordura e ossos, enquanto a menor, com a carne, estava reservada. Prometeu tentou oferecer a parte mínima para os deuses, mas Zeus, já enciumado, não aceitou, pois, claro, desejava o pedaço maior. Prometeu o atendeu, mas ao se dar conta de que havia sido iludido, Zeus se enfureceu e retirou dos humanos o domínio do fogo.
    Foi aí que Prometeu, mais uma vez desejando ajudar a humanidade, roubou o fogo do Olimpo. Uma outra versão justifica este ato como forma de obter, para os humanos, um elemento que lhes garantiria a necessária supremacia sobre os demais seres vivos.
    O fato é que Zeus decidiu punir Prometeu. Assim, ordenou ao ferreiro Hefesto que o prendesse em correntes junto ao alto do monte Cáucaso durante 30 mil anos, período no qual ele seria diariamente bicado por uma águia, a qual lhe destruiria o fígado. Como Prometeu era imortal, seu órgão voltava ao normal, e o ciclo destrutivo se reiniciava a cada dia.
    Zeus havia determinado que só daria liberdade a  Prometeu em troca de outro ser imortal. Como o centauro Quíron havia sido atingido por uma flecha, e seu ferimento não tinha cura, ele estava condenado a sofrer eternamente dores lancinantes. Assim, Zeus aceitou substituir Prometeu e lhe permitiu tornar-se mortal.
  • Fonte: Autores diversos
Gordura e açúcar
A transformação de glicose em glicogênio, forma de armazenamento de açúcares nas células animais, e seu armazenamento, se dá nas células hepáticas. Ligada a este processo, há a regulação e a organização de proteínas e gorduras em estruturas químicas utilizáveis pelo organismo da concentração dos aminoácidos no sangue, que resulta na conversão de glicose que é utilizada pelo organismo no seu metabolismo.
 
Nesse processo, o subproduto resulta em ureia (substância presente em nosso organismo que age na função do sistema renal), que é eliminada pelo rim. Em paralelo, existe a elaboração da albumina (proteína presente no plasma sanguíneo) e do fibrinogênio (proteína específica do sangue e representa um papel fundamental na coagulação).
 
E os alimentos gordurosos seriam muito prejudiciais ao fígado?  Para Raymundo Paraná, a gordura faz mal ao organismo como um todo, mas não especificamente ao fígado. Ducatti alerta que esse tipo de alimentação pode gerar uma inflamação, a chamada esteatose hepática.
 
"Pior ainda é o açúcar. Eu sempre falo para meus pacientes que doce é pior que picanha. A pessoa está triste? Come doce! Brigou com o namorado? Come chocolate. Falam que carne faz mal, mas se comer fraldinha ou filé mignon, sem gordura e com parcimônia, não tem problema", diz Viana.
 
E não é para pensar que gordura no fígado é privilégio apenas de quem está acima do peso. Magros também podem ter o fígado recheado de gordura. Paraná conta que há pacientes magros com dislipidemia (presença de níveis elevados ou anormais de lipídios e/ou lipoproteínas no sangue) ou resistência à insulina de origem genética e que podem ter gordura no fígado de forma semelhante a dos obesos.
 
"Sim, pessoas magras podem ter gordura no fígado, especialmente diabéticos que nem sabem que têm a doença", diz Viana. Ela frisa que a pessoa precisa fazer o exame para verificar o colesterol e triglicérides com 12 horas de jejum, mas que muitos laboratórios deixam o paciente esperando e horas a mais causam diagnósticos errados.
Regeneração
O fígado é um órgão realmente especial e entre suas diferenças em relação aos demais está sua capacidade de se regenerar. É o único órgão de mamíferos capaz de se regenerar. No caso de uma cirurgia ou mesmo da doação de parte dele, em um transplante, por exemplo.
 
O homem já conhece essa fascinante capacidade desde a antiguidade. A mitologia grega, por exemplo, conta que o titã Prometeu, ao criar o homem, lhes deu o fogo, que era algo exclusivo dos deuses, tornando-o superior a todos animais. Como castigo, foi condenado por Zeus, o deus do Olimpo, a passar a eternidade acorrentado a uma rocha, sofrendo o ataque de uma águia que lhe devorava o fígado todos os dias. Um castigo que já trazia a ideia de que o órgão pode se regenerar.
 
Segundo a cirurgiã Liliana Ducatti, o fígado se regenera e chega ao tamanho habitual, mas cresce em massa, não exatamente como era. Ela exemplifica: se retiramos o lobo direito, extraímos muitas vezes a veia e a artéria direitas. Este fígado que ficou com lobo esquerdo vai crescer até ficar com o tamanho habitual, mas não irá criar um "novo lobo direito". Também não terá mais a veia e a artéria direitas, que foram retiradas; será um fígado de tamanho tradicional, mas somente com os vasos esquerdos. "Porém, se o peso do fígado que permaneceu for adequado à pessoa, o órgão realizará suas funções normalmente".
 
O coordenador de transplantes do Hospital Israelita Albert Einstein, Marcelo Bruno de Rezende, conta que tudo depende da compatibilidade do peso e do tipo sanguíneo. "Podemos dividir um fígado adulto e fazer dois transplantes. Ou transplantar um fígado infantil num adulto. O órgão tem de pesar 1% do peso da pessoa. Assim, um adulto de 70 quilos precisará de um fígado de no mínimo 700 gramas. Hoje temos 15 doares para cada milhão de habitantes. A meta é chegar a 20, pois muitos ainda morrem na fila".
 
"Não me canso de falar que o Brasil é o país que faz o melhor transplante de fígado do mundo. O problema é a espera. São dois a três anos na fila. O melhor é que o transplante seja feito de um órgão que venha de um doador cadáver e que não seja um transplante intervivos, pois o doador nunca sabe o que pode ocorrer no futuro. Precisamos aumentar a campanha de doação de órgãos", ensina a hepatologista Monica Viana, dizendo que o ideal é avisar aos familiares que se é um doador.
 

 

Um remédio antes e outro depois de beber funciona. MITO: segundo Paulo Giorelli, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia-RJ, não existe nenhum medicamento com comprovação científica para prevenir a ressaca. "Na melhor das hipóteses diminuem os sintomas", afirma a médica do Hospital 9 de Julho, Paula Volpe. 

Fonte: Uol

domingo, 29 de dezembro de 2013

A história de amor e decadência de Belchior

A divina tragédia de Belchior 

 A história de amor e decadência de Belchior (Reprodução)


Procurado pela polícia e hospedado de favor na casa de fãs, o compositor de clássicos como “Divina comédia humana” protagoniza uma história de amor e decadência



Capítulo 1
“No trevo, a 100 por hora”

Edna Prometheu é o pseudônimo da produtora cultural Edna Assunção de Araújo, de 46 anos. Morena, de cabelos encaracolados e baixa estatura, não é uma mulher de beleza estonteante. Militante de organizações de extrema-esquerda, é definida por seus amigos como “idealista utópica”. No começo de 2005, ela estava em São Paulo, no ateliê do artista plástico cearense Aldemir Martins, já morto, quando entrou pela porta o músico Belchior. O cantor de “Paralelas” também pinta quadros e frequenta o ambiente artístico. Edna queria organizar uma exposição de Aldemir no Ceará. Belchior disse que tinha amigos por lá, poderia ajudar. Trocaram telefones.

Os dois acabaram organizando juntos a exposição em Fortaleza, naquele mesmo ano. Na volta, Edna ligou para um amigo e contou a novidade: “Estamos namorando”. A partir daí, a vida plácida de Belchior derrapou no trevo a 100 por hora, como diz a letra de “Paralelas”. Para ficar com Edna, ele abandonou a então mulher, Ângela, com quem estava casado havia 35 anos, mãe de dois dos quatro filhos que tem. Afastou-se dos amigos e foi gradativamente deixando de fazer shows, até sumir sem dar explicações, em 2009. “Essa figura nefasta está fazendo uma lavagem cerebral nele”, afirma Jackson Martins, ex-empresário de Belchior. “Depois dela, sua vida só andou para trás”, diz o artista plástico cearense Tota, amigo de Belchior.
 
A FELICIDADE É UMA ARMA QUENTE Belchior com a mulher, a produtora cultural Edna Prometheu. “Eles juntaram suas utopias”, diz o amigo José Roberto Aguilar (Foto: Bruno Alencastro/Ag. RBS) 
A FELICIDADE É UMA ARMA QUENTE

O desaparecimento de Belchior, há cinco anos, surpreendeu a todos, família e amigos. Ninguém poderia esperar tal atitude. Ele deixou para trás a agenda de shows e todo o patrimônio, incluindo roupas, documentos, quadros, automóveis e apartamento. O sumiço transformou Belchior  em figura cult. A pergunta “onde está Belchior?” ecoou na internet e teve até repercussão internacional. Surgiram blogs sobre o tema. Campanhas nas redes sociais pediram  a volta do músico. E apareceram montagens cômicas – “memes” – em que Belchior aparece em locais inusitados como a ilha do seriado Lost. Suas músicas no YouTube, que antes tinham 5 mil acessos diários, hoje batem 500 mil.

O sucesso no mundo virtual não trouxe nenhum benefício para o Belchior de carne e osso. Aos 67 anos, ele vive escondido com Edna em Porto Alegre. Não pode sair em público, pois é procurado pela polícia. Pesam contra Belchior dois mandados de prisão pelo não pagamento de pensões alimentícias. Uma devida à ex-mulher Ângela, com quem tem dois filhos já maiores de idade, e outra à mãe de uma filha de 19 anos que teve fora do casamento. Além das pensões, Belchior abandonou todos os demais compromissos e é cobrado na Justiça em processos que correm à revelia. O ex-secretário particular de Belchior, Célio Silva, ganhou um processo trabalhista contra ele no valor de R$ 1 milhão. Não há mais como recorrer. As contas de Belchior estão bloqueadas, e os imóveis que tinha comprometidos. Sem dinheiro, ele já se abrigou numa instituição de caridade no Rio Grande do Sul e morou de favor na casa de fãs que nem conhecia.

O mais intrigante na espantosa história de Belchior é que ele aparentemente não agiu movido por depressão, dívidas ou golpe publicitário, como se pensou no princípio. A influência da mulher é apontada pela maioria dos amigos como o motivo do seu comportamento. Ainda assim, não há unanimidade. “Edna não conseguiria sozinha virar a cabeça de alguém inteligente como Belchior. São dois sonhadores, juntaram suas utopias. Deixaram de acreditar neste mundo materialista, objetivo e mesquinho e partiram para um caminho de desapego”, diz o artista plástico José Roberto Aguilar, de 72 anos, amigo do casal.

>> A história do cubano que viveu cinco meses no aeroporto de Guarulhos

Belchior nasceu numa família simples no interior do Ceará. Foi o mais bem-sucedido entre 23 irmãos. Estudou medicina na capital. Abandonou o curso depois de quatro anos, para ingressar na carreira artística. Estourou nos festivais na década de 1970 e compôs músicas com letras poderosas, como “A palo seco”. Seus sucessos foram gravados por Elis Regina, Jair Rodrigues e Roberto Carlos. Belchior é um artista com vasta cultura, domina cinco idiomas, conhece filosofia e gosta de física quântica. Até os anos 2000, lançava em média um disco por ano. “Ele era uma máquina, chegava a fazer três shows por noite. Era uma pessoa completamente dedicada à carreira”, diz o parceiro e ex-sócio Jorge Mello.

Tudo isso ficou para trás. O sumiço de Belchior lembra o caso do escritor russo Liev Tolstói. Aos 82 anos, ele abandonou tudo para viver como camponês. Tolstói teve um fim trágico – morreu de pneumonia depois de viajar na terceira classe de um trem durante o inverno soviético. Belchior, quanto mais se afasta da vida em sociedade, mais se afunda em dificuldades mundanas.

Capítulo 2
“Onde nada é eterno”

Depois que conheceu Edna, Belchior percorreu uma trajetória descendente em que, aos poucos, se despojou de todos os bens e obrigações. No final de 2006, ainda com a carreira aquecida, pediu que o empresário Jackson Martins parasse de agendar novos shows. Pretendia passar um tempo se dedicando à pintura e à tradução do poema Divina comédia, de Dante Alighieri, para uma linguagem popular. No início do ano seguinte, deixou o apartamento em que vivia com Ângela, mas continuou morando em São Paulo com Edna, num flat alugado. Desde então, a família diz não ter mais notícias dele. Belchior não era um marido muito presente, ficava até dois meses sem aparecer em casa. Teve duas filhas fora do casamento. Uma delas com uma fã que morava em São Carlos, no interior de São Paulo, com quem saiu uma única vez. A outra era fruto de um caso com uma estudante de psicologia no Ceará. Belchior pagava pensão alimentícia para a primeira. A família da segunda menina, hoje com 16 anos, não o acionou na Justiça.

As complicações começaram a aparecer em 2008. Ângela cobrava na Justiça uma pensão mensal de R$ 7 mil. Belchior se recusou a pagar. Na época, deixou de pagar também a outra pensão. Seus amigos notaram uma diferença de comportamento. “Ele parecia estranho. Me ligou perguntando sobre amigos que não vemos há 30 anos, num tom de voz que não era o seu”, diz Jorge Mello. Em outubro daquele ano, abandonou um carro no estacionamento do aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Belchior continuou em São Paulo até março de 2009, quando deixou o flat sem quitar os últimos meses de aluguel. Na garagem, ele largou um segundo carro, e em seu apartamento ficaram roupas, rascunhos de música, cartões de crédito e o passaporte. Belchior também abandonou tudo na casa alugada onde funcionava seu escritório: coleção de quadros, discos, documentos e o computador onde estava parte da tradução da Divina comédia, projeto que lhe consumira três anos. Seu secretário, Célio Silva, continuou abrindo o escritório, na esperança de que retornasse.
 

RASTROS Acima, a instituição  em Cachoeirinha, Rio Grande do Sul, que abrigou Belchior. Abaixo, o quarto no sítio  do advogado Jorge Cabral onde ele ficou hospedado (Foto: Ricardo Jaeger/ÉPOCA)


Belchior viajara com Edna para o Uruguai, onde descansava num vilarejo. Foi processado por Célio e por todos os credores que ficaram em São Paulo. Não se defendeu. Foi representado por defensores públicos até nos processos de pensão alimentícia. Como consequência, suas contas foram bloqueadas, e apareceram dois mandados de prisão contra ele, já que não pagar pensão é um crime passível de cadeia. “Como não tive contato com ele, a defesa ficou restrita a questões formais”, diz a defensora Claudia Tannuri, escolhida para defendê-lo no processo movido pela ex-mulher Ângela. Belchior nem sequer se importou com o destino de seus pertences. As roupas que estavam no flat foram doadas à caridade. A filha mais velha recolheu os documentos. Os carros foram levados para depósitos públicos. A dívida com os estacionamentos já ultrapassava seu valor. O proprietário do imóvel onde funcionava o escritório lacrou o lugar e recolheu os pertences. Seus quadros se perderam com a umidade.

Como na música “Divina comédia humana”, “em que nada é eterno”, Belchior e Edna perambularam durante todo esse período de hotel em hotel – várias vezes, sem pagar a conta. Amigos culpam Edna pela iniciativa. O primeiro hotel em que isso aconteceu foi o Gran Marquise, em Fortaleza. Os dois ficaram hospedados ali ainda em 2006. Saíram sem pagar dois meses de estadia, no valor de R$ 8 mil. Depois, repetiram a prática em pelo menos quatro locais. No Icaraí Praia Hotel, em Niterói, deixaram uma conta de R$ 4 mil. “Alguns funcionários tiveram de arcar com parte da dívida, já que permitiram que ele ficasse hospedado mais de uma semana sem pagar a conta”, diz o atual gerente, Germano Lopes. No Royal Jardins Boutique, em São Paulo, a conta pendurada foi de R$ 12 mil. “Eles deixaram um cheque caução, mas não tinha fundos”, diz Elly Shimasaki, gerente na ocasião.

O caso mais recente foi no hotel Cassino, na cidade de Artigas, no Uruguai, onde o casal se hospedou entre julho de 2011 e novembro de 2012. Os últimos meses ficaram sem pagamento, restando uma dívida de R$ 35 mil. Lá, Belchior deixou para trás roupas e um laptop.

“É uma lástima que um artista brasileiro dessa importância tenha agido assim”, diz o gerente uruguaio Ricardo Rodrigues. O hotel entrou com uma queixa criminal contra o casal.

Capítulo 3
“Sou apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco”

Nos últimos anos, Belchior se manteve à distância de qualquer atividade remunerada. Em 2009, quando o desaparecimento ganhou repercussão nacional, a montadora General Motors ofereceu um cachê milionário para ele aparecer num comercial. Belchior deveria dizer que, com o novo carro da GM, até ele voltava. Belchior recusou o convite e ficou bastante chateado com o teor da proposta. O empresário Jackson Martins diz que recebe constantes pedidos para shows, mas não consegue localizá-lo desde 2007. “Pago as dívidas dele se ele voltar”, diz. Outro empresário que trabalhou com Belchior por quase 30 anos, Hélio Rodrigues, diz que o desaparecimento fez aumentar o interesse do público. “Depois do escândalo, ele consegue lotar qualquer casa de espetáculo. Com dois shows em São Paulo, eliminaria as dívidas”, diz.

Hoje, a maior pendência de Belchior é o processo trabalhista ganho pelo secretário Célio, no valor de R$ 1 milhão. A causa está julgada. Um apartamento de propriedade do músico em São Paulo está em execução. A dívida da pensão para a ex-mulher Ângela soma cerca de R$ 300 mil. Mas cresce a cada dia, já que Belchior continua obrigado a pagar R$ 7 mil por mês. “O sumiço só agravou a situação dele. Se não tem dinheiro, deveria enfrentar juridicamente o processo, argumentando que não pode pagar”, diz Paulo Sato, advogado de Ângela. A pensão atrasada da filha que mora em São Carlos gira em torno de R$ 90 mil. As dívidas com hotéis cobradas na Justiça somam R$ 47 mil. Não são impagáveis, desde que Belchior volte a se apresentar.

A derradeira fonte de renda de Belchior eram os direitos autorais de suas músicas. Segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), nos últimos cinco anos foram depositados R$ 367 mil referentes à execução pública de suas obras. Parte do dinheiro ficou retida quando as contas bancárias foram bloqueadas. Desde então, Belchior não contou com nenhum outro tipo de renda.

Capítulo 4
“Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho”

Em janeiro deste ano, Edna e Belchior procuraram a Defensoria Pública em Porto Alegre. A história ganhou ingredientes ainda mais estranhos. Os dois alegavam que o bloqueio das contas e os mandados de prisão impediam que ele trabalhasse e voltasse a ganhar dinheiro para pagar as dívidas. Belchior aparentemente estava disposto a voltar. Mas o comportamento do casal era confuso. Edna falava desbragadamente, enquanto Belchior ficava quase sempre calado. “Durante um mês, me informei sobre os processos que tramitam em São Paulo. Fizemos um pedido judicial para a suspensão da execução, até que ele conseguisse se restabelecer. Nesse meio-tempo, Belchior sumiu”, diz a defensora pública Luciana Kern, que o atendeu.

Nesse mesmo período, Edna ligou para o jornalista gaúcho Juremir Machado, que não conhecia. Disse que Belchior estava escondido na cidade e precisava de ajuda. Ela queria que Juremir os levasse à sede regional da TV Record para fazer uma denúncia delirante. Juremir notou algo de incomum no casal. Eles se escondiam atrás de pilastras e ficavam olhando a movimentação nas ruas antes de entrar em algum lugar, como se fossem seguidos. Na retransmissora da TV, Edna afirmou ter um dossiê contra a TV Globo. O programa Fantástico noticiara o desaparecimento de Belchior em 2009 e a fuga do hotel uruguaio, em 2012. “Ela dizia que Belchior era difamado pela Globo e queria justiça. Falou até que havia uma tentativa de matá-lo”, diz a jornalista Vânia Lain, que recebeu os dois. Eles disseram que voltariam na semana seguinte trazendo os documentos, mas desapareceram.
 

CANTOR EM FUGA 1. Com o advogado Jorge Cabral, que hospedou Belchior em seu sítio em Guaíba, Rio Grande do Sul 2. Na União Brasileira de Compositores  3. Num hotel no Uruguai, de onde saiu sem pagar a conta (Foto: Reprodução e arq. pessoal )
 

Em Porto Alegre, Belchior e Edna ficaram inicialmente hospedados num hotel simples no centro, pago com ajuda dos funcionários do Tribunal de Justiça, primeira porta em que o casal bateu quando chegou à capital gaúcha. Depois, foram abrigados no Centro Infantojuvenil Luiz Itamar, instituição de caridade na região metropolitana. Dali, foram levados ao advogado Aramis Nacif, ex-desembargador do Estado, que poderia ajudar Belchior com os processos. “Ele dizia que um agente apareceria, mas nunca apareceu”, diz Nacif. Durante um mês, o casal ficou abrigado na casa de praia do filho dele. “Eles não tinham dinheiro algum. Edna apresentava um sentimento de perseguição muito grande, parecia ter algum distúrbio psicológico”, diz. Foi nesse momento que Belchior conheceu o advogado Jorge Cabral, na casa de quem se hospedou por quatro meses.

Cabral tomou um susto ao perceber que um músico importante como Belchior estava ali. E os convidou para ir a um sítio de sua propriedade, em Guaíba, local mais agradável. Belchior e Edna continuavam sem dinheiro. Nesse período, o advogado levou mantimentos, roupas, itens de higiene pessoal e até tintura para Belchior pintar os bigodes de preto.

No sítio de Cabral, Belchior não bebia nem comia carne vermelha. Passava os dias tomando chá, caminhando e cuidando das ovelhas. Fazia muitas anotações em papéis, que escondia numa pasta. Durante esse período, gastou duas canetas inteiras. Leu cerca de 40 livros. Não apresentava sinais de depressão. Parecia, segundo Cabral, alheio aos problemas que o cercavam. “Eu imaginava que ele era apenas um compositor nordestino, mas encontrei um artista plástico, um pensador, um filósofo”, diz Cabral. Ele pretende escrever um livro sobre a experiência.

Belchior só não gostava de falar sobre sua situação. Recusava-se a tocar violão e cantar. Edna impedia que ele fosse fotografado. O casal também não tomava nenhuma providência para resolver os problemas jurídicos. “A gente esperava que a situação se resolvesse, mas não acontecia nada. E aquilo não condizia com um homem lúcido, com memória fantástica, que fala várias línguas e tem uma quantidade enorme de músicas gravadas”, diz Jorge Cabral.
“Esse tempo que ele falou que daria na carreira já está longo demais. Só queremos notícias dele”, diz a irmã, Ângela Belchior. Belchior não apareceu nem no enterro da mãe, que morreu em 2011. Por telefone, a ex-mulher Ângela soa reticente. Não gosta de falar sobre um assunto tão delicado com a imprensa. Ela conta que, desde 2007, Belchior não entra em contato nem com os filhos. “Não entendo. Os empresários dele não entendem”, diz.

Em julho deste ano, Cabral pediu que o casal saísse, dado que Belchior e Edna não davam sinal de acabar com aquela situação de total dependência. Ele os deixou na porta da sede regional da União Brasileira de Compositores, com R$ 50 no bolso. Na União, Belchior tentou desbloquear o pagamento de seus direitos autorais, comprometido pelos processos na Justiça. Não conseguiu.

Belchior foi visto pela última vez na entrada do prédio, um edifício moderno num bairro de classe média de Porto Alegre, em frente a uma avenida bastante movimentada. Carregava uma pequena mala nas mãos e material de pintura debaixo do braço. Belchior – na belíssima letra de “Comentário a respeito de John”, ele cantava “eu prefiro andar sozinho” – estava, como sempre, ao lado de Edna.   



Fonte: Época

As 10 resoluções de ano novo mais populares por aí


Resoluções para dois mil e...

Ano termina, ano começa e as pessoas se jogam nas listinhas (ou listonas) de resoluções pros próximos 365 dias: coisas a mudar, coisas a fazer, coisas a parar de fazer, coisas possíveis e impossíveis. Boa parte delas, convenhamos, improvável: nem precisa de ciência para saber que a gente acaba não colocando em prática vários dos itens que entram na seleção de “novidades” para o novo ano. Alguns, seja lá qual for a desculpa, ficam para o próximo; outros, nunca saem do “quem sabe um dia?”. Mesmo assim, o pessoal do site 43things.com abriu uma pesquisa – na qual já palpitaram mais de oito mil pessoas – para compilar as resoluções de ano novo mais populares entre a galera. Até agora (a pesquisa continua aberta, então você pode passar lá também e votar), o top 10 está assim:
1. Perder peso (1.470 votos) 2. Comer, beber, aprender ou tentar algo novo (999 votos) 3. Guardar dinheiro (909 votos) 4. Ser feliz (890 votos) 5. Definir uma meta atlética acessível, tipo correr 5 ou 10 km (822 votos) 6. Se apaixonar (695 votos) 7. Tirar fotos em todos os dias do ano (659 votos) 8. Arranjar um emprego (652 votos) 9. Ler mais (620 votos) 10. Parar de fumar (452 pessoas)
E aí, algum destes itens está entre as suas resoluções? Senão, o que entrou na sua lista?

Fonte: Abril

Atentado suicida em estação na Rússia deixa pelo menos 18 mortos

Atentado suicida na Rússia deixa pelo menos 18 mortos 
Moscou - Pelo menos 18 pessoas morreram e mais de 40 ficaram feridas durante ataque suicida em uma estação de comboios de Volgograd, informou a polícia local.

Um funcionário do Comitê Nacional Antiterrorismo disse à agência de notícias RIA Novosti que a explosão foi provocada por uma mulher-bomba.

Segundo as primeiras informações, a explosão ocorreu no segundo piso do edifício da Estação Volgograd-1. A Agência Itar-Tass adiantou que a explosão ocorreu perto dos detectores de metal colocados à entrada da principal estação da cidade.

Volgograd, antiga Estalinegrado, foi cenário em 21 de outubro do atentado mais grave ocorrido na Rússia nos últimos anos, quando um terrorista suicida oriundo do Cáucaso matou seis pessoas.

O atentado levantou dúvidas quanto à segurança dos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade de Sochi, perto de Volgograd, que devem começar em fevereiro. 

Fonte: Agência Brasil

UFC 168: lutadores incentivam e homenageiam Anderson

Anderson Silva sofre grave lesão no UFC 168 

 Anderson Silva sofre grave lesão no UFC 168 - Jayne Kamin-Oncea / Reuters

Atletas usaram o Twitter para tentar dar força ao brasileiro, 

Lutadores e treinadores de MMA no Brasil e no exterior ficaram tão chocados quanto o público com a contusão impressionante sofrida por Anderson Silva no UFC 168, na madrugada deste domingo, em Las Vegas. Os atletas usaram o Twitter para incentivar o campeão e prestar homenagens ao brasileiro que é considerado o melhor de todos os tempos. Nas mensagens dos colegas de profissão fica clara a admiração que Anderson desperta no meio das lutas - inclusive entre antigos rivais. O ex-campeão segue internado em um hospital de Las Vegas, se recuperando da cirurgia a que foi submetido logo depois do combate.

Leia também:

UFC 168: a reação de alguns  lutadores pelo Twitter:

Minotauro

O machucado se cura, e as cicatrizes são apenas testemunhas da sua entrega à vida de atleta. #ForçaSpider http://t.co/2UHpcLwEmw
— Rodrigo Nogueira (@Minotauromma) 29 dezembro 2013 

únior Cigano

Infelizmente acabou da pior maneira. Agora é torcer e rezar para que o campeão se recupere da melhor… http://t.co/mPOMS0Rv8k 

Demian Maia

Independente de qualquer coisa, é triste ver uma lesão como essa acontecer com um atleta. Q a recuperação do Anderson seja a melhor possível
— Demian Maia (@demianmaia) 29 dezembro 2013 

Pezão

Agora é torcer por uma boa recuperaçao do nosso compatriota Anderson Silva. Muito triste.
— Antonio Pezao Silva (@BigfootSilva) 29 dezembro 2013 

Ronaldo Jacaré

Que tenha uma ótima recuperação!!! RT“@pedrorizzo1: He is alright!!! Ele esta bem!!! @SpiderAnderson http://t.co/GDP6kntWqd”
— Ronaldo Jacaré (@JacareMMA) 29 dezembro 2013 

Lyoto Machida

Realmente tudo q vimos foi muito chocante,todos estamos sentido, nao apenas pela derrota do lutador… http://t.co/0lp2BNWzwv
— Lyoto Machida (@lyotomachidafw) 29 dezembro 2013 

Erick Silva

Todos ficamos chocados com o resultado da luta, independente pra quem estavam torcendo, hj estamos… http://t.co/M2L0gKmYLe
— Erick Silva (@ErickSilvaMMA) 29 dezembro 2013 

Cezar Mutante

Boa recuperação ao @SpiderAnderson ninguém merece passar por isso .
— Cezar Ferreira (@cezarmutante) 29 dezembro 2013 

Pedro Rizzo

Tempo de se recuperar, tempo de olhar pra frente com a cabeça erguida!O Brasil está com você! @SpiderAnderson pic.twitter.com/4HuQmz6xFA
— Pedro Rizzo (@pedrorizzo1) 29 dezembro 2013 


— Junior Dos Santos (@junior_cigano) 29 dezembro 2013 


Com informações da Veja

Fruta do Ano Novo: Ceapi já vendeu 14 mil quilos, através da crença popular

A crença popular é cumprida à risca por muita gente no Réveillon

Três sementes de romã na carteira e dinheiro abundante o ano todo. A crença popular é cumprida à risca por muita gente no Réveillon e faz a procura por ela estourar na Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi). Mas o que poucos sabem é que a “fruta do Ano Novo” é muito versátil. Além dos possíveis benefícios para o bolso, segundo a superstição, ela faz muito bem para a saúde.

O diretor presidente da Ceapi, Alberto Monteiro Neto, conta que o mês de dezembro representa um aumento de 70% nas vendas da romã em relação ao resto do ano. “Durante o ano de 2012, por exemplo, foram ofertados 20.079 quilos da fruta. Desse total, só no mês de dezembro foram comercializados 14.767 quilos”, explicou.

De acordo com Flávia Pereira, permissionária que vende frutas e verduras na Ceapi há mais de 15 anos, a romã é nativa da Pérsia, atual Irã. “Simbolicamente é a fruta da sorte. Na antiguidade, os egípcios e gregos já conheciam seus benefícios medicinais. Podemos encontrar dois tipos de romã, a vermelha e a amarela. Percebe-se na vermelha, menor quantidade de sementes. Já a amarela tem maior quantidade de sementes e apresenta casca mais grossa”, explica.

O médico da Ceapi, José Cícero Ribeiro, diz que o chá de romã é popularmente utilizado para ajudar a combater infecções na garganta, pois suas cascas e sementes têm substâncias com propriedades anti-inflamatórias. Além disso, tanto a polpa como a semente são ricas em antioxidantes que atuam no combate aos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.

roma-beneficios-saude-650x350.jpg
“A ingestão de romã previne flacidez da pele, celulite, perda da elasticidade, rugas, etc. Ela também atua aumentando o fator de proteção do filtro solar na pele”, comenta o clínico geral. José Cícero enfatiza que o momento da compra é muito importante. “O amassado ou corte na fruta podem reduzir a atividade antioxidante e as disponibilidades dos compostos benéficos”, alerta.
Receita:Salada de frutas com calda de romã

Ingredientes:

- 1 manga
- 1 mamão papaia
- 10 fatias de abacaxi (5 para misturar a salada e 5 para o preparo do suco)
- 2 maçãs
- 2 bananas nanicas
- 4 laranjas
- 4 romãs
- 1 iogurte desnatado
- 1 colher de sobremesa de açúcar
- Folhas de hortelã (apara decorar) 


a1.jpg
Preparo:

- Pique as frutas (exceto as romãs e as laranjas) em pedaços pequenos e reserve.
- Bata no liquidificador 5 fatias de abacaxi e as laranjas com bagaço. Não é necessário coar.
- Retire a polpa das romãs e misture ao iogurte desnatado com o açúcar. Monte as taças com as frutas picadas, adicione o suco de abacaxi e laranja, e por último, acrescente a calda de iogurte com romã. Decore com folhas de hortelã.

Fonte: Com informações da ASCOM

 

Após derrota, UFC diz que cirurgia de Anderson foi sucesso

A Zuffa, empresa proprietária do UFC, soltou um comunicado à imprensa às 3h da manhã de Las Vegas (9h da manhã no horário de Brasília) informando que a cirurgia de Anderson Silva foi um sucesso e dando detalhes sobre a recuperação desse tipo de fratura.


Confira na íntegra:

“Depois da luta principal do UFC 168, o ex-campeão Anderson Silva foi levado a um hospital de Las Vegas, onde passou por cirurgia para reparar a perna esquerda que estava quebrada. A cirurgia foi um sucesso e foi realizada pelo Dr. Steve Sanders, cirurgião ortopédico do UFC, que inseriu uma haste intramedular na tíbia esquerda. A fíbula quebrada foi estabilizada e não vai precisar de uma cirurgia à parte. Anderson vai continuar no hospital por um período curto, mas não passará por nova cirurgia. O tempo de recuperação para esse tipo de lesão pode variar de três a seis meses.

Anderson está profundamente tocado pelas manifestações de apoio de seus fãs e de toda a comunidade do MMA. Não houve decisão imediata sobre o seu futuro e ele gentilmente pede privacidade neste momento, enquanto lida com a sua lesão e se prepara para voltar para casa para se recuperar”.  


 

Com informações do G1 Brasil

sábado, 28 de dezembro de 2013

Anderson Silva e Chris Weidman se enfrentam hoje a noite no UFC 168

Em disputa está o cinturão da categoria peso-médio, conquistado pelo norte-americano em julho 

"Não preciso provar nada para ninguém". É com esse pensamento que Anderson Silva sobe no octógono na noite deste sábado, no UFC 168, em Las Vegas, Estados Unidos, para a revanche contra Chris Weidman. Em disputa está o cinturão da categoria peso-médio, conquistado pelo norte-americano em julho deste ano.
O brasileiro tem todo o direito de pensar dessa forma. Os sete anos em que ele manteve o cinturão, somados às 16 vitórias seguidas na competição, dão crédito ao brasileiro. A única questão conflitante é a forma com que Anderson lutou no primeiro combate, quando perdeu o título pela primeira vez na carreira.
Acostumado a fazer brincadeiras e provocar seus adversários, Anderson Silva exagerou na última luta, o que deixou um ar de que o brasileiro não teria levado o combate a sério. Perguntado pelo Estado se acha que o brasileiro mudará sua postura, Weidman mostrou indiferença. "Eu realmente não me importo com o que ele fará, estarei apenas focado no meu jogo. Guarda alta, guarda baixa, brincadeiras, não me importa."
 
andersonsilva10_chrisweidman_get.jpg

Para Anderson, ser desafiante o dá mais motivação para a luta, mas não muda muita coisa. "Não tem muita diferença, apenas mais experiência." Já Weidman se mostra confiante e quer espantar de vez o rótulo de zebra após a primeira vitória. "Quero entrar lá e brilhar. Mostrar ao mundo o que posso fazer e provar que eles estão errados. Para isso, não tem adversário melhor do que contra Anderson Silva", finalizou.
Apesar de ser faixa preta em jiu-jítsu, Anderson Silva deve manter a trocação, e a luta em pé, como principal arma. Sobre os erros do último confronto, o brasileiro admitiu que mudanças foram feitas na preparação. "É passado. Sempre que você encontra um erro, tem que mudar e foi o que fizemos". Já Weidman, especialista em luta greco-romana, tem facilidade em colocar seus adversários para baixo e apostará em no chão.

anderson-silva2.jpg
MULHERES
Se engana quem pensa que Anderson Silva e Weidman farão a única revanche do evento. Na segunda luta mais importante da noite, Rounda Rousey e Miesha Tate disputam o cinturão da categoria peso-galo. As lutadoras, que foram as técnicas da última edição do reality show The Ultimate Fighter, reeditam a luta pelo título do extinto Strikeforce, em 2012.

BRASILEIROSAlém de Anderson Silva, outros quatro brasileiros estarão presentes no UFC 168. No card principal, Fabrício Morango e Diego Brandão encaram Jim Miller e Dustin Poirier, respectivamente, e no preliminar, Gleison Tibau e William Patolino lutam contra Michael Johnson e Bobby Voelker.

andersonsilva.jpg

Fonte: Com informações do Estadão
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips