domingo, 12 de julho de 2015

Pan: judô tem bons resultados e substituta de Sarah leva o bronze



O judô brasileiro brilhou nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Depois de cinco quartos lugares em outras modalidades, enfim, saiu a primeira medalha do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Só a primeira, não. A segunda e a terceira, todas no tatame. Convocada no lugar da campeã olímpica Sarah Menezes, Nathália Brígida não decepcionou e conquistou o bronze na noite deste sábado, na Arena de Mississauga, no Canadá. A prata ficou por conta de Felipe Kitadai (60kg), e o ouro saiu das mãos de Erika Miranda (52kg). 

- No país onde o futebol reina, quem manda é o judô. Estou muito feliz com esse meu primeiro ouro nos Jogos Pan-Americanos depois de ser vice duas vezes (Rio 2007 e Guadalajara 2011). É o primeiro ouro para mim e para o Brasil. Estava esperando muito isso, batendo sempre na trave - comemorou Erika, de 28 anos de idade.


Brigida ficou com o terceiro lugar ao derrotar a equatoriana Diana Cobos. O outro bronze terminou com a mexicana Edna Carrillo, e ouro ficou com a cubana Dayaris Mestre. Ela surpreendeu a medalhista olímpica e mundial Paula Pareto, da Argentina, na decisão. Em seguida, o atual campeão pan-americano Felipe Kitadai foi surpreendido com um ippon-relâmpego do equatoriano Lenin Preciado.


Já Érika não deu chances para a canadense Ecaterina Guica na decisão. Mesmo com a torcida contra, derrubou a rival duas vezes e saiu comemorando o título. Antes de chegar à final, a brasiliense passou pela dominicana Mariaa Garcia (ippon) e pela equatoriana Diana Diaz (yuko).
Com a ausência de Sarah Menezes, Brígida começou o dia vencendo a venezuelana Andrea Gomez, por shido. Na semifinal, teve pela frente Paula Pareto, bronze nas Olimpíadas de Pequim 2008 e atual vice-campeã mundial.


A brasileira fez jogo duro, mas não resistiu à experiência da argentina e perdeu por apenas uma punição.
Na luta do bronze, Brígida reencontrou Diana Cobos, judoca que ela havia vencido no Desafio Internacional em Duque de Caxias, em junho, no Rio de Janeiro. A primeira medalha verde amarela no Pan 2015 foi conquistada com dois yukos.


Defendendo o título conquistado em Guadalajara, no México, em 2011, Felipe Kitadai superou o colombiano John Futtinico, com um wazari, na estreia. Na sequência, passou pelo cubano Yandri Torres (shido). Mais tarde, os dois rivais do brasileiro terminariam no pódio, com o bronze.
A luta pelo bicampeonato foi contra Lenin Preciado. E logo nos primeiros segundos de luta o equatoriano surpreendeu Kitadai com um uchi-mata. Ippon! O brasileiro teve que se contentar com a prata em Toronto.
Neste domingo, mais três brasileiros entram em ação nos Jogos Pan-Americanos. Charles Chibana, na categoria meio-leve (66kg), Alex Pombo, no leve (73kg), e a campeã mundial em 2013 Rafaela Silva, também no leve (57kg). As eliminatórias começam às 16h30 (horário de Brasília), e as finais serão disputadas a partir das 21h.
Resultados

Ligeiro feminino (48kg)
1º Dayaris Mestre (CUB)
2º Paula Pareto (ARG)
3º Nathália Brigida (BRA)
3º Edna Carrillo (MEX)

Ligeiro masculino (60kg)
1º Lenin Preciado (EQU)
2º Felipe Kitadai (BRA)
3º John Futtinico (COL)
3º Yandri Torres (CUB)

Meio-leve feminino (57kg)
1º Érika Miranda (BRA)
2º Ecaterina Guica (CAN)
3º Getter Romero (CUB)
3º Angelica Delgado (EUA)


Fonte: GloboEsporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips