segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Veja e a hipocrisia da TV de 80 polegadas

A revista VEJA depois de tornar Romário um bilionário na Suíça agora vê um escândalo internacional com o magnata Zé Dirceu, pois este possui uma TV de 80 polegadas, um espanto para chocar o mundo e já joga a fabulosa TV na conta da propina. VEJA tem certeza que a TV foi paga com uma mala de dinheiro vivo, provavelmente em dólares, levada às Casas Bahia para pagar essa jóia nunca vista.
 
Na tragicomédia da Lava Jato já estão misturando milhões com bilhões e dando à reforma de uma casa de classe média a dimensão do vasto patrimônio imobiliário do filho do presidente do Tribunal de Contas, aquele que a Lava Jato nem incomodou com uma intimação pelo correio, afinal é do mundo jurídico acima de qualquer suspeita.
 
Quanto é a propina da PETROBRAS? Existem contas para todos os gostos, vai de R$ 170 milhões confiscados de contas de empreiteiras e entregues à Petrobras, numa curiosa aritmética, pois se a propina foi paga não deveria estar na conta da empreiteira, até uma estimativa divulgada para o mundo, de R$ 6 bilhões, evidente chute para a mídia.
 
No caso de Zé Dirceu o truque foi considerar todo o faturamento da JD Consultoria em nove anos como propina paga a Dirceu, que em todo esse período esteve fora do Governo, não podendo, portanto, ser receptor de propina, já que é um particular. Se foi propina para alguém do Governo é preciso provar, não se pode presumir, mesmo sendo valores se reduzidos a seu valor mensal bastante modestos para o mundo da corrupção.
 
A elasticidade das avaliações dessa peça de ficção é espantosa e culmina na ""TV de 80 polegadas"" paga com propina segundo a ínclita revista VEJA, aquela que cria milionários com extratos falsos. Como essa revista ainda tem leitores é um mistério. Já não é uma publicação, é uma seita propagadora de um certo moralismo de sauna, de extremo mau gosto, altamente seletiva, pois há anunciantes na suas páginas que criaram imensos cartéis com dinheiro do BNDES e contra os quais a VEJA jamais deu uma linha, afinal eles são anunciantes, não é mesmo?
 
A relação dos políticos com dinheiro é complicada em todo o mundo. O político profissional vive do poder, mas pode ficar largos períodos fora do poder. Como vive então? Se não tem fortuna de família, vive de bicos, de consultoria e lobismo, de corretagens, de relações públicas de empresas, federações, de advocacia que pode ter vários tons, da prestação de serviços a empresas. Político precisa de dinheiro para sobreviver, para campanhas, para pagar advogados criminais, eleitorais, junto aos tribunais de contas. Todo político é solicitado o tempo todo para ajudar cabos eleitorais e apoiadores, pagar consultas médicas, hospitais, enterros, batizados. Político precisa de dinheiro sempre.
 
Nos EUA esse problema foi resolvido. Doações a políticos são livres, desde que registradas. Político lá pode pedir doações, recebê-las e não vai preso por isso. Aqui impera a hipocrisia. Se recebeu doação então é propina, mesmo que o político esteja fora do poder. Todo político é suspeito de corrupção "in limine". Já filhos de presidentes de tribunal estão isentos de investigação, mesmo que fiquem bilionários, são de uma casta acima de qualquer suspeita.
 
A "TV de 80 polegadas" paga com propina vai ficar na história da hipocrisia brasileira, um homem que teve o 2º maior posto do Poder Executivo por alguns anos é encarado como bandido porque comprou uma TV de 80 polegadas.
 
Como dizia ontem o jornalista Alexandre Machado na Radio Cultura FM, programa De Volta Para Casa, a JD Consultoria deu 220 mil reais para o produtor de cinema Luis Carlos Barreto para  o filme Memórias da Rua Antonia. Provavelmente foi dedução da Lei Ruanet. Machado, aquele que pagou 785 mil reais para um estúdio fazer o logotipo PETROBRAX, quando era Assessor de Marketing da Petrobras, dinheiro jogado fora, ficou chocado com esse dinheiro para um filme.
 
Como disse no programa, "é bom saber disso, Zé Dirceu deu dinheiro para um filme e olhe que foram 220 mil Reais"". É um espanto como é espantoso, segundo a Radio Lava Jato de Curitiba, que três empreiteiras deram 10 mil Reais (não é DEZ MILHÕES, é dez mil mesmo) para o a campanha do filho do Zé Dirceu, é um escândalo incrível, mesmo sendo a doação declarada, onde se viu corromper o Zé Dirceu com 10 mil reais, está na cara que é propina.
 
No Portal dos Conventos do Paraná tanto faz ser 10 mil Reais ou uma TV de 80 polegadas, É TUDO PROPINA, entenderam? 



Fonte: FNDC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips