quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Governo Temer-PSDB dá aval para a Petrobras dizimar 42 bilhões em ativos

Brasília - O presidente interino, Michel Temer acompanhado do indicado para presidência da Petrobrás, Pedro Parente (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A Petrobras tem uma carteira de US$ 42 bilhões em ativos que podem ser vendidos para fazer frente ao plano de desinvestimento da empresa, afirmou nesta quarta-feira (11) o diretor executivo da área financeira e de relacionamentos com investidores da estatal, Ivan Monteiro. Ele e o presidente da Petrobras, Pedro Parente, se reuniram para um café da manhã com jornalistas.


A empresa tem plano de vender US$ 21 bilhões em ativos em 2017 e 2018. A lista do que está à venda não foi divulgada pela estatal, mas o diretor da estatal disse que haverá maior destaque às negociações no segmento de refinarias.


A meta do biênio anterior, de 2015 e 2016, não foi atingida. A empresa pretendia se desfazer de US$ 15,1 bilhões em ativos, mas conseguiu concretizar operações que resultaram em US$ 13,6 bilhões. Os US$1,5 bilhão que faltaram foram incorporados a meta do biênio 2017/2018, que originalmente previa um desinvestimento de US$ 19,5 bilhões.


O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse nesta quarta-feira (11) que a meta não foi alcançada por razões externas. “Fechamos o ano com US$ 13,6 bilhões em operações (de venda). É certo que nesse caso não cumprimos a nossa meta por razões externas à empresa. Se a empresa pudesse, ela teria cumprido a meta”, afirmou.



Leia mais no G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog