quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Líder do PCdoB manifesta preocupação com sucessão na Câmara

O líder do PCdoB adianta que a bancada vai apoiar o candidato que se comprometa com a plataforma de resgate do papel do Legislativo 

O líder do PCdoB adianta que a bancada vai apoiar o candidato que se comprometa com a plataforma de resgate do papel do Legislativo. 


O líder do PCdoB na Câmara, deputado Daniel Almeida, anunciou que a bancada do Partido vai se reunir, em São Paulo, na próxima terça-feira (17) para tomar uma decisão definitiva sobre a sucessão na Câmara, adiantando preocupação com a grande quantidade de candidatos

 
Ele avalia que “o surgimento de muitas candidaturas pode gerar um risco de muito tensionamento na disputa e pouco debate sobre o resgate do papel da Câmara, de maior fragmentação no funcionamento da Casa e de se eleger alguém que ao invés de resgatar esse papel aprofunde a crise.”

 
Plataforma

 
As discussões em torno da sucessão da Câmara, segundo o líder comunista, tem considerado que “em um cenário assim, o ideal é ter um grau de unidade maior possível das diversas bancadas da Casa em torno de uma plataforma que resgate o papel da Câmara com funcionamento plural, cumprimento dos ritos regimentais, sem atropelamento, e respeitando as proporcionalidades das bancadas na composição da Mesa Diretora.”

 
Isso porque, segundo Daniel Almeida, “o cumprimento do regimento vai permitir o aprofundamento do debate, especialmente em uma agenda tão tensa, de grandes alterações que se estão propondo fazer. Todos os temas em debate representam profundas alterações na economia. Não se pode atropelar.”

 
E enfatiza: “É o que devemos buscar, para permitir o debate das matérias sem atropelamentos. Nenhum tema está interditado no debate da Câmara, mas não pode ter atropelos, os debates têm que passar por comissões, audiências, ouvir a opinião pública e deliberar depois do amadurecimento. O novo presidente tem que ter compromisso com esse tipo de prática.”

 
O líder do PCdoB adianta que “vamos apoiar o candidato que se comprometa com essa plataforma”, acrescentando que “outro risco que devemos evitar é se associar a um projeto isolacionista. Tem a candidatura do André, que está no nosso campo, da oposição, mas ela só tem sentido de existir se tiver nitidez e clareza com essa agenda; e se tiver capacidade de ser ampla, com possibilidade de ganhar. Só para marcar posição, eu considero um risco.”





De Brasília
Márcia Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips