terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Rui Falcão: Basta Lula disparar nas pesquisas que aumentam os ataques

Em artigo semanal na Agência PT, o presidente do partido fala sobre a perseguição ao ex-presidente Lula e também sobre os retrocessos do governo Temer

 
Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula
 
 
Bastou o Lula disparar nas pesquisas de intenção de voto e vieram céleres as respostas dos que temem o retorno do maior líder popular que o Brasil já produziu. Não bastassem os processos sem base legal (um a um desmontados por testemunhas e delatores, inclusive), as ameaças de setores do Judiciário e do governo golpista para intimidá-lo, as declarações de delegados da Polícia Federal insinuando a possibilidade de prendê-lo, agora é a vez de uma publicação suja de lama fazer o serviço.

Trata-se de um semanário cujo nome dá margem a um trocadilho referente à venda de reportagens (“quanto é”?). Esta revista publica, na edição mais recente, depoimento de um desequilibrado, alvo de vários processos, que atira calúnias e histórias fantasiosas contra o ex-presidente. Vai para o lixo como tantas outras tentativas de nos atingir.

O fato é que há um sentimento forte na população, uma aspiração nacional como já disse, para que o Lula – cujo governo deixou saudades – volte a governar o País. Isso atestam as pesquisas e também o carinho e a solidariedade com que é acolhido em todos os momentos, a exemplo da comoção nacional quando dos funerais de Dona Marisa.

Pesa também o grande desgaste do governo usurpador e do chefe da conspirata, Michel Temer. A recessão e o desemprego avançam; a crise da segurança semeia pânico; os Estados estão quebrados… E a resposta dos golpistas contra a crise econômica, social, política e moral? Retirar direitos com as reformas trabalhista e da Previdência; violar a soberania nacional com a venda de terras a estrangeiros e a entrega da base de Alcântara; desmontar a política de conteúdo nacional e a Petrobrás, além de nomear e proteger ministros investigados por corrupção.

Contra tudo isso, o PT prosseguirá firme no Congresso, com uma oposição permanente e implacável, e nas ruas com os movimentos sociais e as Frentes por nenhum direito a menos e diretas já.

P.S. Lamentável o comportamento do ministro-golpista da Cultura quando da entrega do Prêmio Camões ao escritor Raduan Nassar. Diante de um discurso curto, cortante e histórico em defesa da democracia e dos trabalhadores, o ex-comunista exaltou-se em impropérios, desrespeito e má- educação. Depois, resolveu por a culpa no PT. Não é do nosso feitio travar debates na sarjeta…
 


Rui Falcão é presidente nacional do PT

Fonte: PT.ORG.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog