terça-feira, 21 de março de 2017

Centrais: governo tenta impor reformas com chantagem e 'terrorismo publicitário'

Trabalhadores nas ruas em todo o Brasil na última quarta-feira (15) foi "grande mensagem" contra reformas de Temermanifestação

Sindicalistas vão reivindicar que presidente da Câmara retire da pauta o Projeto de Lei 4.302, sobre terceirização
 
 
 
 
São Paulo – "A população entendeu que o projeto do governo Temer é impor, com terrorismo publicitário e chantagem sobre o Congresso, o fim da aposentadoria e dos direitos trabalhistas", afirmam em nota as seis centrais reconhecidas formalmente em anúncio publicado nesta terça-feira (21) em alguns jornais. As entidades se referiam ao dia nacional de paralisações realizado na última quarta (15) em protestos contra as propostas de reforma trabalhista e da Previdência Social.

"Os trabalhadores e o povo tomaram praças e ruas de todo o Brasil em defesa de direitos conquistados ao longo de décadas de lutas", dizem as centrais. "Esta foi a grande mensagem", acrescentam, considerando o dia 15 "um grande movimento de cidadania".

Assinam a mensagem CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central e UGT.

A preocupação destas e de outras entidades não está apenas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, de reforma da Previdência, e no Projeto de Lei (PL) 6.787, de reforma trabalhista. Hoje, os sindicalistas vão reivindicar que o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), retire da pauta o PL 4.302, que permite a terceirização em todas as atividades.



Fonte: Rede Brasil Atual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips