sábado, 25 de março de 2017

Central diz pro povo ir preparado dia 31 e ficar na rua até derrubar os cortes trabalhistas

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, rebateu a matéria da Folha de S. Paulo, intitulada Por volta de contribuição, centrais oferecem oposição menor a reforma“, centrais oferecem oposição menor a reforma‘, dizendo que “a CUT não está negociando com o governo ilegítimo e golpista de Temer a volta de qualquer tipo de imposto em troca do fim da aposentadoria e da CLT”; de acordo com o sindicalista, o veículo “induz o leitor a erro”; “A leitura da matéria prova a distorção do jornal que, sempre que possível, busca desqualificar a luta da CUT em defesa dos direitos da classe trabalhadora”



De acordo com o sindicalista, o veículo “induz o leitor a erro”. “O jornal inclui todas as centrais brasileiras em uma suposta negociação contrária aos interesses da classe trabalhadora”, diz a nota. “A leitura da matéria prova a distorção do jornal que, sempre que possível, busca desqualificar a luta da CUT em defesa dos direitos da classe trabalhadora”.


Segundo o texto, “a CUT não negocia direitos conquistados com muita mobilização, luta, enfrentamentos com a polícia política dos governantes antidemocráticos por nenhuma negociata feita em gabinetes”.


 “A luta da CUT é em defesa da classe trabalhadora. Colocamos um milhão de pessoas nas ruas contra os desmontes de Temer no último dia 15 e no próximo dia 31 vamos parar o Brasil contra a terceirização, contra o fim da aposentadoria e da CLT”, diz.




Fontes: Falando Verdades/Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips