segunda-feira, 29 de maio de 2017

Imprensa internacional destaca grito por Diretas Já e crescente insatisfação com Temer

Jornais registraram a participação de artistas renomados que reuniram milhares em um dos cenários mais famosos do Brasil para exigir a saída do presidente

 

O ato que levou mais de 100 mil pessoas à praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no domingo (28), para exigir a saída do presidente Michel Temer (PMDB), ganhou destaque na imprensa internacional. Os jornais europeus frisaram o crescente descontentamento da população com o atual governo, que registra menos de 5% de popularidade, e também destacaram a beleza do cenário do protesto que, apesar do mau tempo, congregou manifestantes e músicos em uma pauta única. A mídia argentina registrou a participação de um casal que agora sai unido para protestar contra Temer, ante a polarização das manifestações contra Dilma, que os separava anteriormente.


Com a manchete O grito por novas eleições no Brasil toma a praia de Copacabana, o jornal espanhol El País destacou a participação de estrelas internacional, como o cantor Caetano Veloso e o ator Wagner Moura, reconhecido mundialmente por interpretar o megatraficante Pablo Escobar, na série Narcos. “Um, dois, três, quatro, cinco, mil, queremos eleger o presidente do Brasil”, entoou o ator junto com a multidão.


Também lembrou que o protesto ocorreu em um dos cenários mais conhecidos do país, que, há não muito tempo, registrava mobilizações pela saída da então presidente Dilma Rousseff.


O jornal lembra que a Constituição brasileira prevê a realização de eleições indiretas, caso o presidente seja retirado após decorridos dois anos do mandato, mas ressalta a insatisfação popular com essa possibilidade. “O problema de que não haja candidatos que nos representem, nem agora, nem em 2018, não justifica eleições indiretas”, assinala uma manifestante ouvida pelo jornal.


A BBC destacou que a névoa que encobria a praia de Copacabana não impediu que milhares saíssem às ruas, em protesto tipicamente brasileiro, misturando samba e política, para pedir a saída de Michel Temer.


Os ingleses assinalam a rotina de escândalos, mas destacam que as últimas semanas registraram “tumultos” na cena política após a divulgação dos áudios envolvendo o presidente e um empresário em conversar suspeitas, que deixou “o povo com raiva”. Especialista ouvido pela BBC classificou Temer como um “pato manco”(lame duck, no original), expressão usual que identifica presidente em final de mandato com poderes reduzidos, à espera de um sucessor.


O alemão Deutsche Welle, em sua página em inglês, anotou que artistas se uniram aos manifestantes, com destaque para o vencedor do Grammy Caetano Veloso, para pedir a saída do presidente Michel Temer, que sustenta cerca de 5% de aprovação apenas.


Já o argentino La Nación acompanhou um casal que, no ano passado, saiu às ruas separadamente, ela para pedir a saída da então presidenta Dilma Rousseff, e ele, em sua defesa, e que, neste domingo (28) foram juntos ao protesto, em Copacabana, pela saída do presidente Michel Temer.




Foto: Agência Brasil
Fonte: Portal Fórum 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips