sexta-feira, 23 de junho de 2017

Cunha diz que delação de aliado levará Geddel e Moreira Franco para a cadeia

Segundo Coluna do Estadão, a previsão foi feita a delegados da PF sobre delação do doleiro Lúcio Funaro. E estaria também tomando notas para negociar seu próprio acordo e reduzir penas

 

Nota na Coluna do Estadão de hoje destaca previsão feita pelo ex- presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, preso pela Operação Lava Jato. Segundo o texto, Cunha teria dito a delegados da PF que tomavam seu depoimento que a delação do doleiro Lúcio Funaro levará Geddel Vieira Lima e Moreira Franco para a prisão.  Cunha também teria comentado que  será solto em breve pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Funaro é muito ligado a Cunha e atuava em esquemas para liberar empréstimos na Caixa Econômica Federal, recebia propinas e declarou nos seus depoimentos preliminares ter repassado pelos menos R$ 20 milhões a Geddel. Acusou também o ex-ministro de Temer de ter ligado várias vezes para sua esposa preocupado com possível delação que faria (leia aqui).
 
 
Escrevendo notas para delação — A Folha de S.Paulo também informa hoje que Cunha estaria há mais de um mês escrevendo a mão os termos de uma proposta de delação premiada em sua cela na prisão. Entre as histórias, a do suposto esquema de propina para liberação de verbas do Fundo de Investimento do FGTS. Embora viesse se negando fazer a delação, o jornal aponta que ele mudou de ideia ao saber da intenção de Lúcio Funaro de fazer acordo.
 
 
 
 *Com informações de O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo
Fonte: Revista Fórum
 
VEJA TAMBÉM: 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips