sexta-feira, 23 de junho de 2017

Presidente do Conselho de Ética arquiva pedido de cassação de Aécio

 


 

O pedido foi feito pela Rede e pelo Psol após a delação da JBS, que atinge diretamente o tucano. Aécio foi flagrado em um telefonema gravado por Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões ao empresário. Parte do dinheiro (R$ 500 mil) foi entregue ao seu primo, Frederico Pacheco, que chegou a ser preso, mas passou a cumprir prisão domiciliar nesta semana.

 

"Decidi arquivar porque não achei elementos convincentes para processar o senador", justificou o presidente do colegiado, segundo o G1. "Me parece que fizeram uma grande armação contra o senador Aécio", acrescentou.



Fonte: Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog