quinta-feira, 27 de julho de 2017

Heráclito sobre decisão do PSB: 'é retrocesso. Espero que repensem'




O deputado federal Heráclito Fortes (PSB) questionou a decisão do seu partido a nível nacional de se posicionar contra as reformas trabalhista e previdenciária do governo Michel Temer (PMDB). Heráclito afirma não entender a decisão do partido, já que desde o início a legenda sempre participou das discussões sobre as reformas.


Heráclito considerou a decisão um “retrocesso” e defendeu a aprovação das reformas como necessárias ao povo, de forma que sejam feitas alterações e que ela não venha a agredir o povo.


“O partido sempre foi a favor do projeto da gestão até porque participamos das discussões do desde o início. Por que que só agora houve esse retrocesso em relação a participação e o apoio do partido?”, questionou.


Heráclito disse também que espera que a executiva repense essa questão e destacou que o assunto já vem sendo discutido há pelo menos seis meses e que a executiva nunca se manifestou. “Alguns companheiros nossos, inclusive, levaram propostas para modificar o texto original e o relator as acatou. Eu quero crer que o melhor caminho no momento é a executiva repensar, não em relação ao mérito, mas ao fechamento de questão. Fechamento de questão não é democrático e desvirtua o espírito plural de todo partido”, pontuou.


De acordo com o parlamentar, por sua coerência, ele mantém apoio às reformas. “Reformas estas que não agridam o povo. Por isso mesmo, reafirmo que estou analisando cuidadosamente todos os pontos da proposta que estão em discussão. Esse é um momento que requer muito diálogo”, disse.


Ele disse ainda que existem hoje no Brasil aqueles que promovem uma ação anti-governo contra qualquer iniciativa em benefício do país. “Condena-se a reforma trabalhista, a previdenciária, antes de ler o texto e de examinar a conveniência de cada uma das propostas. Eu estou muito tranquilo em relação a isso e o meu voto será um voto consciente, depois de ouvidas as partes e, acima de tudo, o que for de interesse do trabalhador e do país”, disse Heráclito.


G. Hammer: Heráclito sempre foi contra o povo e um inimigo feroz do PT e toda esquerda. Nem sei como como ele conseguiu se eleger. Basta ver que sua posição é extremamente ante socialista e defende o governo ante popular de Temer, com suas reformas destrutivas à população mais vulnerável de seu próprio estado que é o Piauí e a CLT. Para entender melhor o caso; O presidente do PSB e Membro da Executiva Nacional do partido Messias Junior, convidou Heráclito Fortes a se retirar do PSB. O fato foi divulgado no dia 21 de julho de 2017. Disse ele "DIGO A ELE QUE COMO PORTA DE ENTRA DO PARTIDO, TAMBÉM SERVE DE SAÍDA. SE NÃO ESTÁ SATISFEITO, PEÇO A ELE QUE SAIA E ACABE COM ESTE CONSTRANGIMENTO". Agora digo eu que: se pudesse ele sair de vez da política, estaria fazendo um grande favor ao Brasil como também ao povo do Piauí.



Com informações do Cidade Verde/GP1
VEJA TAMBÉM:

Apenas 11% preferem Temer à Dilma, de acordo com CNI/Ibope

 


"O mercado doméstico está sendo dilapidado"



  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog