segunda-feira, 3 de julho de 2017

PMDB decide não orientar voto da bancada sobre denúncia contra Temer

O presidente da legenda de Michel Temer, Romero Jucá, afirmou que o partido não vai fechar questão pelo fato de a denúncia contra o presidente não ser partidária e, portanto, deputados poderão votar como quiser. Clima, agora, é de incerteza 


 
 

O PMDB, partido do presidente Michel Temer, não vai fechar questão na Câmara com relação à apreciação da denúncia por corrupção passiva contra o presidente apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A informação foi dada nesta segunda-feira (3) pelo presidente da legenda e líder do governo no senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

“Não precisa fechar questão, pois isso não é questão partidária, é questão de foro íntimo, de julgamento”, disse o senador.

Às vésperas do recesso parlamentar, a Câmara ainda não estabeleceu quem será o relator do caso. A defesa de Temer terá dez sessões para entregar os argumentos contra a denúncia de Janot, baseada nos depoimentos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS.

A bancada governista afirma que há votos suficientes para derrubar a denúncia que, à princípio, foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) mas, um dia depois, encaminhada à Câmara. Clima, agora, é de incerteza. 



Fonte: Portal Fórum
VEJA TAMBÉM:

Movimento lança ação popular pela anulação do impeachment de Dilma

Dilma Rousseff 

Geddel Vieira Lima é preso preventivamente

geddel-vieira-lima-pmdb-ba-edilson-rodrigues-edilson-rodrigues-agencia-senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Amazon MP3 Clips