domingo, 8 de abril de 2018

Manifestantes pró-Lula montam acampamento e esperam ‘invasão’ de militantes até que ele seja solto

A previsão dos sindicalistas é de que milhares de pessoas cheguem no decorrer de domingo

 

Manifestantes pró-Lula começam a montar acampamento na Rua Guilherme Matter, no bairro Santa Cândida, próximo à sede da Polícia Federal, onde o ex-presidente está detido desde a noite deste sábado (7). A previsão dos sindicalistas é de que milhares de pessoas cheguem no decorrer de domingo para fazer uma vigília no espaço, que recebeu o nome de “Acampamento para a Liberdade de Lula”.

Presente na manhã deste domingo no espaço, a presidente da CUT-PR (Central Única dos Trabalhadores), Regina Cruz, afirmou à Banda B que a militância não arredará o pé enquanto Lula estiver preso. “A militância não sai daqui. Estão chegando mais ônibus, já temos cozinha, o pessoal está tomando café e nós ficaremos aqui na vigília. A previsão é da chegada de muita gente aqui, que estava no ABC Paulista e também de outros locais”, afirmou.

Segundo Regina, a expectativa é de que 40 ônibus cheguem a Curitiba. “Tem muita gente vindo para cá. O que podemos afirmar é que vamos respeitar os moradores do entorno, com relação ao silêncio e tudo mais”, explicou.

Já o coordenador do Movimento Sem Terra (MST) no Paraná, Roberto Baggio, disse que até delegações internacionais se deslocam neste momento para Curitiba. “As caravanas começaram a chegar e virão outras no decorrer dia. Será uma grande atividade nacional, com pessoas vindo de outros estados e até de delegações internacionais de países latino-americanos. Agradecemos a solidariedade que estamos recebendo, porque o ex-presidente merece a liberdade”, descreveu.

Baggio explicou o que está previsto para acontecer nos próximos dias. “Teremos atividades culturais, diversão, batuque e muito mais. Queremos levar energia positiva ao ex-presidente, que ele sinta a nossa presença”, concluiu.


 Fonte: Bandab.com
LEIA TAMBÉM:

Comissão União Europeia-Mercosul condena ordem de prisão de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva leva ao mão ao peito durante uma missa-ato em homenagem a sua mulher Marisa Letícia, falecida em 2016. A cerimônia, comandada de uma espécie de carro de som, foi realizada nos aforas do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, transformado em 'bunker' desde quinta-feira, quando Lula recebeu a ordem de prisão de determinada pelo juiz federal Sérgio Moro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog