quarta-feira, 6 de junho de 2018

Temer reduz aumento do salário mínimo

 
Em mais um golpe contra os trabalhadores, aposentados e pensionistas, o governo de Michel Temer, rejeitado por mais de 90% dos brasileiros, reduziu a previsão de aumento do salário mínimo para 2019; em nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, Temer reduziu o reajuste previsto de R$ 1002, feita em abril, para R$ 998; valor atual do salário mínimo é de R$ 954 e serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas; com a nova previsão, o governo estima que vai deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019.


O valor atual do salário mínimo é de R$ 954 e serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas. A revisão na estimativa para o salário mínimo em 2019 ocorre porque o governo revisou de 3,8% para 3,3% sua previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2018 - que é utilizado como referência para correção do salário mínimo no ano que vem.


Com a nova previsão, o governo estima que vai deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019. Isso porque, para cada R$ 1 de aumento, há o impacto de R$ 303,9 milhões em despesas, sendo R$ 243 milhões apenas nos gastos do INSS (previdência do setor privado).


Eu fico impressionado com a passividade do povo brasileiro que em sua maioria depende de alguma forma da base do salário mínimo e minimamente nada faz para combater esse carrasco do povo brasileiro que deveria no mínimo está na cadeia.

Onde estão os milhões de brasileiros que vão pra paulista vestidos de patos da seleção brasileira e da FIESP nessa hora? Será que estão ainda tirando suas ressacas no mundo fantasioso da marcha da maconha ou da parada gay? Acordem meu povo e vamos fazer cada um sua parte; nas ruas, nas redes, nas favelas ou simplesmente fazendo o que faço agora com minha forma de alertar e protestar contra esse desgoverno.



Com informações do Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog